Teatro

Grupo Tapa ocupa o Teatro de Arena com dezoito espetáculos

Companhia dirigida por Eduardo Tolentino de Araújo apresenta peças até dezembro com ingressos a 20 reais

Por: Dirceu Alves Jr. - Atualizado em

Breu
Kelzy Ecard e Natália Gonsales em 'Breu': atração de abertura (Foto: Divulgação)

Fundado no Rio de Janeiro em 1979, o Grupo Tapa fixou sede em São Paulo oito anos depois. Desde então, sua trajetória de valorização do texto e do intérprete virou referência na cidade. Para estreitar o diálogo com o público, a companhia dirigida por Eduardo Tolentino de Araújo dá início ao projeto Tapa no Arena, que se inicia na sexta (26) e segue até 22 de dezembro no Teatro de Arena Eugênio Kusnet.

Serão apresentadas dezoito peças assinadas por Tolentino e também por convidados que tenham alguma relação com o grupo, algumas inéditas e concebidas para a mostra. A primeira delas é o pungente drama carioca Breu (90min, 12 anos), escrito por Pedro Brício e dirigido pela dupla Miwa Yanagizawa e Maria Silvia Siqueira Campos, que tem sessões na sexta (26) e no sábado (27), às 21h, e no domingo (28), às 19h. As atrizes Kelzy Ecard e Natália Gonsales interpretam duas mulheres que marcam um encontro na tensa década de 70 e, aos poucos, vão desvendando as intenções de cada uma.

Mais recente encenação do Tapa, o drama Senhorita Julia (70min, 14 anos) reestreia em 1º de maio para um mês de temporada. Anna Cecília Junqueira, Augusto Zacchi e Paloma Galasso são os protagonistas do texto escrito por August Strindberg em 1888. Na sequência, virão montagens adaptadas da obra de Artur Azevedo, Martins Pena, Tennessee Williams e Luigi Pirandello e também a volta da série de monólogos Retratos Falantes, escrita pelo inglês Alan Bennett.

Fonte: VEJA SÃO PAULO