Trabalho

Em manifestação, professores decidem manter a greve

Segundo a Polícia Militar, ato realizado pela categoria reuniu cerca de 20 000 pessoas para pedir reajuste de 75%

Por: Felipe Neves

greve professores
Professores estaduais estão em greve desde março (Foto: Felipe Neves)

De braços cruzados desde o dia 13 de março, os professores da rede pública estadual decidiram manter a greve. Segundo balanço da Polícia Militar, cerca de 20 000 pessoas protestaram pelas ruas de São Paulo nesta sexta (10).

+ Haddad diz que é “incoerente” comércio cobrar pelas sacolinhas

Entre as reivindicações, os trabalhadores exigem aumento salarial de 75% e a diminuição da lotação das salas de aula. "Estamos lecionando com muito mais alunos do que o razoável. Fora a falta de material, que é constante", disse a professora Rosa Maria Alves, 64, de Lorena. Estudantes também compareceram ao evento.

greve professores
Manifestantes se reuniram em frente ao estádio do Morumbi (Foto: Felipe Neves)

Reunidos em frente ao estádio do Morumbi, os manifestantes decidiram caminhar até o Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. No local, uma comissão de integrantes do sindicato pretendia se reunir com integrantes do gabinete da Secretaria da Casa Civil. Entretanto, o grupo não foi recebido.

Confira as principais notícias da cidade

Os professores marcaram um novo ato para a próxima sexta (17). A manifestação será na Avenida Paulista.

greve professores
Novo ato está marcado para o dia 17 de abril (Foto: Felipe Neves)

Fonte: VEJA SÃO PAULO