Últimas notícias

Acirramento da crise política é destaque nos jornais internacionais

Nomeação do ex-presidente Lula como Ministro Chefe da Casa Civil e divulgação de gravações telefônicas entre ele e Dilma repercutem na imprensa internacional

Por: Redação Veja São Paulo - Atualizado em

A divulgação de grampos de diálogos entre Lula e Dilma, que indicam que a presidente agiu para tentar evitar a prisão de Lula, e à nomeação do líder petista ao ministério da Casa Civil ganham repercussão internacional

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

+ São Paulo reage a grampo de Lula e Dilma com panelaço

O jornal francês Le Monde traz nesta quarta (16) a chamada: "Brasil: Lula, envolvido num escândalo de corrupção, entra no governo Dilma".

Le Monde Repercussão Internacional
(Foto: Reprodução)

+ Famosos comentam grampos e protestam contra Lula na internet

No jornal americano The New York Times, o destaque é para a manobra que garante foro privilegiado ao ex-presidente. "Lula passa a integrar Gabinete do Brasi, ganhando escudo legal".

The New York Times Repercussão Internacional
(Foto: Reprodução)

+ Avenida Paulista é fechada na noite desta quarta (16) com protesto contra Lula e Dilma

O argentino Clarín aborda a divulgação dos grampos telefônicos entre a presidente Dilma e o ex-presidente Lula, feitos com autorização do juiz federal Sérgio Moro: "Escândalo com escutas no Brasil: Dilma teria intervido para evitar prisão de Lula"

Clarin Repercussão Internacional
(Foto: Reprodução)

"Novos protestos acompanham entrada de Lula como chefe de Gabinete" são destaque no britânico The Guardian.

The Guardian Repercussão Internacional
(Foto: Reprodução)

Na Avenida Paulista, mais um ato contra o governo está em curso na noite desta quarta (16). Por volta das 19h45, a avenida se via fechada nos dois sentidos. Mais de 1 000 pessoas se aglomeravam na área, muita gente recém-saída do trabalho. Apitos e bandeiras do Brasil apareciam na rua. Escutavam-se também gritos de guerra, como “fora PT”. A Fiesp ostentava uma bandeira em luto em sua fachada.

+ Grampos telefônicos de Lula e Dilma já viraram meme na internet

Fonte: VEJA SÃO PAULO