Arte de rua

Grafiteiros fazem intervenção artística no Sesc Santana

A obra “Crônicas de São Paulo”, que ocupa o muro lateral da unidade, integra a série “Grafiterritórios ZN”

Por: Leonam Bernardo - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Não estranhe se algum dia, ao caminhar pelas ruas da Barra Funda e bairros adjacentes, você se deparar com os heróis Batman & Robin no meio da calçada. Eles estão ali justamente para chamar sua atenção aos dispositivos urbanos que normalmente passam despercebidos: são bueiros, postes, caixas de eletricidade e outros itens que, sob a intervenção dos artistas Leonardo Delafuente e Anderson Augusto, ambos de 29 anos, ganharam novos propósitos e significados na paisagem da metrópole.

+ Cursos de artes visuais em São Paulo

“Gostamos de trabalhar em cima das formas originais de objetos da cidade para criar algo novo”, explica Delafuente. Desde 2006, os amigos — que já desenhavam juntos nos tempos de colégio — resolveram adotar uma assinatura única para os trabalhos que fazem em conjunto. Foi então que criaram o duo 6eMeia. “O nome remete ao relógio. É neste horário que os dois ponteiros apontam para baixo, para o chão, ou seja, para onde fazemos as nossas intervenções artísticas”, conta.

Entre as suas criações estão bueiros que foram transformados nos personagens de videogame Mario e Luigi, tampa de esgoto que virou tartaruga e caixa de energia transformada em aquário ou baralho.

A mais nova obra da dupla faz parte do projeto “Grafiterritórios ZN”, promovido pelo Sesc Santana. Trata-se de um painel que preenche todo um muro de cerca de 80 metros, localizado na Rua Viri, na lateral da unidade do Sesc. A pintura, finalizada nesta quinta (23) e batizada de “Crônicas de São Paulo”, faz uma homenagem aos 458 anos da cidade. “A ideia é fazer um apanhado da cidade com figuras, símbolos e representações do cenário e cotidiano paulistano”, conta Delafuente.

Sesc Santana - grafite
"Crônicas de São Paulo": obra preenche um muro de 80 metros na Zona Norte (Foto: Divulgação)

Para conhecer mais o trabalho do duo, confira a galeria de imagens com algumas de suas produções que estão — ou já estiveram — espalhados por ruas da Zona Oeste.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO