Mistérios da Cidade

Mesmo sem espaço, Bom Retiro não deixa o golfe morrer

Bairro é reduto do esporte, praticado em lugares pequenos em vez dos gigantes campos verdes

Por: Marcelo Moura [Com reportagem de Daniel Salles] - Atualizado em

Reduto do golfe - 2181
Reduto do golfe no Bom Retiro: driving ranges com alvo para acertar (Foto: Fernando Moraes)

A despeito da falta de espaço entre prédios e casas no centro de São Paulo, o distrito do Bom Retiro é um reduto do golfe. Em vez de vastos campos com grama e buracos, existem driving ranges (lugares para bater bola), com alvo para acertar (foto) e rede de proteção para as bolinhas não incomodarem a vizinhança. Um desses espaços fica sobre o Hotel Prince Tower (Rua Mamoré, 305). A diária de 129 reais inclui café da manhã, vaga de garagem e 100 bolinhas. Mas por que no Bom Retiro? Porque ali se concentram muitos coreanos. E eles são loucos por golfe.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO