Mistérios da Cidade

Goleiro Marcos pendura as luvas

Atleta estreou no Palmeiras em 16 de maio de 1992 e nunca mudou de time

Por: Maurício Xavier [com reportagem de Flora Monteiro e Pedro Henrique Araújo] - Atualizado em

Mistérios da Cidade 2251 Marcos
Decisão da Libertadores, em 1999: Marcos brilhou pegando pênaltis na caminhada rumo ao título (Foto: Rogerio Pallata)

Aos 38 anos, Marcos Roberto Silveira Reis pendurou as luvas. Atleta de um só clube na carreira, o goleiro estreou no Palmeiras em 16 de maio de 1992 e não teve muito trabalho na vitória por 4 a 0 no amistoso com o Guaratinguetá, fora de casa, diante de 5.123 espectadores (no destaque, em 1993, ainda cabeludo).

+ Dos tempos em que o futebol engatinhava

+ Futebol para mulheres

+ Futebol além das quatro linhas

Mistérios da Cidade 2251 Marcos
Em 1993: Marcos, ainda cabeludo (Foto: Nelson Coelho)

Em 1999, brilhou pegando pênaltis na caminhada rumo ao título da Libertadores (a foto é da decisão contra o Deportivo Cali, da Colômbia). Depois de defender um contra o Corinthians, nas quartas de final, virou o “São Marcos”. A maior conquista, no entanto, foi com a camisa da seleção, na campanha do pentacampeonato mundial nos gramados do Japão e da Coreia do Sul, em 2002.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO