Comportamento

Mães blogueiras: Gisela Blanco

Tecnológica, a paulistana fala sobre a maternidade com outro olhar

Por: Helena Galante

Capa 2269 - Mães blogueiras - Gisela Blanco
Gisela Blanco: "não dá para deixar uma criança navegar livre, leve e solta na internet, assim como também é perigoso deixá-la atravessar a rua sozinha antes de certa idade” (Foto: Fernando Moraes)

Fã de engenhocas eletrônicas desde criança — época em que um computador trambolhão MSX era sinônimo de modernidade —, a blogueira Gisela Blanco, de 28 anos, cresceu rodeada por histórias em quadrinhos e videogames. Sua faceta nerd ganhou força com o nascimento do filho, Luís, hoje com 1 ano e 7 meses. Quase na mesma época, ela criou o endereço Mãe Geek. Na página, aborda o desenvolvimento do garoto, compartilha suas descobertas e, é claro, trata da relação da tecnologia com a maternidade.

+ Como é ser mãe na internet

Cabem no site desde dicas úteis que podem ser encontradas na internet (um dos achados é um serviço de delivery de papinha) até discussões sobre o tempo que a garotada deve passar na frente do micro. “Hoje, a troca de informações na porta da escola, no parquinho ou com a vizinha é muito menor”, diz. “A web ajuda a suprir essa lacuna.”

+ Crianças vivem uma overdose de tecnologia? + Paulistanas criam site para ajudar na maternidade

O rebento Luisinho já dá sinais de interesse pelo universo digital. “Ele até brinca no iPad”, revela Gisela. Num post inspirado, ela imagina quais serão os questionamentos do filho em 2025: “Mãe, em 2012 ainda existia conexão de 1 mega? Mentira! O que dava para fazer com isso?”.

Fonte: VEJA SÃO PAULO