MODA

Giorgio Armani: "Gays não devem se vestir como homossexuais"

Em entrevista a revista britânica, estilista italiano também criticou mulheres que fazem cirugias estéticas e homens musculosos

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Giorgio Armani
O estilista Giorgio Armani: declaração polêmica sobre os homossexuais (Foto: Reprodução/Twitter)

Mundialmente famoso por suas roupas, o estilista Giorgio Armani causou polêmica com uma entrevista para a revista britânica The Sunday Times, publicada no domingo (19). À publicação Armani afirmou que o homem pode ser gay, mas não deve se vestir como homossexual. “Um homem homossexual é 100% homem. Ele não tem necessidade de se vestir como homossexual”, disse o italiano. “"Quando a homossexualidade é exibida ao extremo, como que a dizer 'Oh vejam, eu sou homossexual!', isso não tem nada a ver com aquilo em que acredito. Um homem tem que ser um homem."

+ Rico Dalasam: rapper gay tem chamado atenção no meio musical

A declaração de Armani, que nunca negou ser gay, provocou reações na internet. No Twitter, os usuários afirmaram que o comentário foi preconceituoso. “‘Um homem tem que ser um homem’. Controle-se, idiota”, afirmou um usuário.

+ Catedral Anglicana vai celebrar casamentos entre gays

O comentário de Armani sobre os homossexuais, ocorre um mês depois de Domenico Dolce e Stefano Gabbana, também estilistas italianos, terem afirmado ser contra a adoção de crianças por casais gays.  "Você nasce de uma mãe e de um pai - ou pelo menos é assim que deveria ser", disseram os estilistas à revista Panorama, da Itália. 

Armani, o anfitrião
Armani: "Não gosto de rapazes musculosos, que passam tempo demais na academia" (Foto: Divulgação)

Além da polêmica fala sobre os homossexuais, Armani também criticou as mulheres que se submetem a cirurgias estéticas. “Um peito pequeno não tem que ser aumentado [para ser bonito]. Prefiro olhar para uma mulher natural. Uma mulher deveria ser corajosa para se tornar mais velha, não desesperada para parecer mais nova do que sua idade”, afirmou. “Com o tempo, o corpo da mulher melhora. Ela tem filhos, trabalha, torna-se mais forte. Ganha personalidade. Olhem para a Cate Blanchett."

+ Padre Fábio de Mello se declara a favor do casamento civil gay

Os homens demasiadamente musculosos também foram alvo do estilista. “"Não gosto do [típico] rapaz musculoso, que passa muito tempo na academia. Gosto de um aspecto saudável, alguém que cuida do corpo, mas que não usa só os músculos."

Fonte: VEJA SÃO PAULO