MISTÉRIOS DA CIDADE

Gelo em formato cúbico e esférico viram moda na cidade

Dois barmen de casas bacanas explicam como fazem suas próprias pedras

Por: Maurício Xavier [com reportagem de Saulo Yassuda]

isola bar - boulevardier
O coquetel boulevardier, do Isola: gelo cristalino (Foto: Divulgação)

O gelo é o cubo da vez nos bares da capital. Em algumas casas, chama atenção uma sofisticada versão, que derrete lentamente, é mais cristalina e vem nos formatos cúbico e esférico.

+ Bares quentinhos para fugir do frio.

Confira como dois barmen produzem as pedras

:“Em um cooler com água, boto outro recipiente cheio do líquido. Com o congelamento, os gases descem e a parte de cima fica cristalina. Após seis dias, corto o gelo em cubos“, diz Maurício Barbosa, do Isola.

“Fervo a água filtrada antes de congelar, para que não se formem bolhas. Boto em fôrmas e deixo por quinze horas no freezer”, explica Victor Zucaroni, do Admiral’s Place.

Fonte: VEJA SÃO PAULO