Mistérios da Cidade

GCM reforça arsenal com 50 granadas de gás pimenta

Os artefatos foram comprados pela prefeitura por 12 000 reais e serão usados na contenção e dispersão de manifestações públicas

Por: Maurício Xavier [Com reportagem de Raphael Martins, Ricky Hiraoka e Júlia Gouveia] - Atualizado em

O arsenal de armas não letais da Guarda Civil Metropolitana (GCM) ganhou recentemente uma novidade. No fim do ano passado, a corporação adquiriu cinquenta granadas de pimenta para serem usadas na dispersão de pessoas durante conflitos e manifestações violentas nas ruas da capital.

O artefato custa cerca de 245 reais (cada um) — a prefeitura desembolsou 12 000 reais no negócio — e é fabricado pela empresa carioca Condor, que exporta equipamentos semelhantes a esse para países como Turquia e Líbano (abaixo, alguns detalhes de seu funcionamento).

Detonação - Leva 2,5 segundos após a retirada do pino de segurança

Explosão - Atordoa os sentidos como uma bomba de efeito moral

Fumaça - Tem o mesmo efeito do spray, mas atinge grupos maiores

Ardor - É causado pela capsaicina, princípio ativo da pimenta

Fonte: VEJA SÃO PAULO