Gente

McCartney tocou com pulseira produzida por garoto paulistano

Depois de conseguir comprar os ingressos com a venda do objeto, Matheus Bustamante Battiato, de 10 anos, encontrou o ex-beatle nos bastidores

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

danila bustamante e matheus
Danila Bustamante e o sobrinho Matheus: ingressos e encontro com Paul McCartney (Foto: Carolina Bustamante)

Entrar de graça no show de Paul McCartney, conversar com o músico no backstage e ainda ver o ídolo tocar clássicos dos Beatles envergando seu presente no palco. Foi o que ocorreu com o adolescente paulistano Matheus Bustamante Battiato, de 10 anos, nessa semana.

+ Os prós e contras no primeiro teste do Allianz Parque

+ Debaixo de chuva, Paul McCartney se apresenta para 45 000 pessoas

A saga do garoto começou quando o show foi anunciado, em outubro. Sem dinheiro para comprar ingressos, Matheus e a tia Danila Bustamante tiveram a ideia de produzir pulseiras de borracha, que ele aprendeu a confeccionar na escola, e vendê-las. No começo de novembro, gravaram um vídeo sobre a campanha e espalharam nas redes sociais.

“Conseguimos arrecadar 800 reais e compramos duas entradas para quarta", afirma Danila. "A partir daí, passei a pedir à produção do show para deixar o Matheus entregar duas pulseirinhas ao Paul, uma verde e uma amarela, que ele fez em homenagem ao disco Yellow Submarine", completa a tia.

A insistência os levou ao backstage, onde foram recebidos por McCartney, prestes a se apresentar diante de 45 000 pessoas. “Matheus, you are the bracelet boy... [Matheus, você é o garoto da pulseira]” disse o ex-beatle ao garoto. “Ah, the super aunt [Ah, a super tia]”, declarou para Danila.

matheus bustamente
Matheus Bustamante: garoto de 10 anos mostra bilhete que entregou a Paul McCartney (Foto: Carolina Bustamante)

A sensação de encontrar a lenda deixou o adolescente quase sem fala. "Travei na hora, não conseguia dizer nada", contou o menino. “Foi uma emoção sem tamanho”, completa a tia. “E o Paul foi muito simpático. Um lorde”.

O sentimento ficou ainda mais intenso quando, da plateia, os dois identificaram a pulseira no braço de Paul, na imagem do telão do estádio. “Matheus não conseguia ficar quieto e pulava cada vez que via”, lembra a tia.

paul mccartney
Paul McCartney exibe presente de garoto brasileiro (Foto: Eduardo Knapp / Folhapress)

Segundo a tia, melhor que o show é o aprendizado que fica do episódio. “Quero que ele aprenda que, se trabalhar muito, é possível conseguir o que se quer. É brega, mas é verdade”, diz.

Fonte: VEJA SÃO PAULO