Exposições

Galeria Olido exibe imagens de filhos e neto do fotógrafo Marc Ferrez

A mostra é formada por 396 imagens de autoria de seus filhos Júlio (1881- 1946) e Luciano (1884-1955) e de seu neto Gilberto (1908- 2000)

Por: Jonas Lopes - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Marc Ferrez (1843-1923) foi um dos nomes fundamentais da fotografia brasileira no século XIX graças aos registros realizados ao longo do Segundo Império e do início do período republicano. Exibida pela Galeria Olido, Família Ferrez: Novas Revelações demonstra que, além de dar contribuições artísticas ao país, Marc legou o talento aos descendentes. A mostra é formada por 396 imagens de autoria de seus filhos Júlio (1881- 1946) e Luciano (1884-1955) e de seu neto Gilberto (1908- 2000). Elas foram selecionadas pelos curadores Pedro Karp Vasquez e Julia Peregrino dentre quase 8 000 negativos reunidos e guardados por Gilberto Ferrez durante a vida e descobertos somente em 2005. “É curioso observar as peculiaridades de cada um: Júlio era um retratista nato, Luciano dava atenção à arquitetura e Gilberto era o grande viajante”, explica Vasquez.

Dois núcleos temáticos norteiam a exposição, que passou pelo Rio de Janeiro em 2008. Um deles é o de cenários brasileiros. Eles contam a história do país na primeira metade do século passado ao retratar, por exemplo, a demolição do Morro do Castelo, no Rio, parte da transformação urbanística realizada na cidade pelo prefeito Carlos Sampaio entre 1920 e 1922. São Paulo, Recife, Salvador e Ouro Preto também estão presentes. O segundo módulo, por sua vez, apresenta cidades estrangeiras como Paris, Amsterdã e Florença. “São raras as fotos da Europa feitas por brasileiros antes da II Guerra Mundial, daí a importância desses trabalhos”, diz o curador.

Família Ferrez: Novas Revelações. Galeria Olido. Avenida São João, 473, centro, tel. 3331-8399, metrô República. Terça a sábado, 12h às 20h30; domingo, 13h às 20h. Grátis. Até 23 de maio. A partir de sexta (26).

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO