Exposições

Galeria Leme recebe mostras individuais de dois jovens talentos

Marcia de Moraes exibe seus desenhos abstratos, enquanto Paulo Almeida reproduz ambiente de grandes museus

Por: Jonas Lopes

Marcia de Moraes
'O Obsessivo', desenho de Marcia de Moraes: a mostra possui clima intimista e aconchegante (Foto: Galeria Leme/Divulgação)

A sede de concreto da Galeria Leme, projetada pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha, abriga as novas (e boas) mostras de dois jovens talentos. Paulista de São Carlos, Marcia de Moraes, de 31 anos, exibe "Corpo Duplo", com seis trabalhos. Ela chama atenção por corajosamente investir no desenho, uma arte nem sempre recorrente no universo contemporâneo.

+ Masp apresenta exposição "Caravaggio e seus Seguidores"

+ Fim de semana tem virada impressionista no CCBB

Em dípticos e polípticos de grande porte, Marcia cria formas abstratas e a princípio estranhas, demandando do espectador um certo tempo para olhar de várias distâncias e, assim, captar os detalhes. O resultado justifica a paciência. Difícil não se sentir intrigado pelo equilíbrio entre força e delicadeza gestual.

Paulo Almeida
Vista da Tate Modern, por Paulo Almeida: a pintura simula um espelho convexo (Foto: Galeria Leme/Divulgação)

Ao estabelecerem uma espécie de paisagem da alma da artista, as camadas de cores dão uma impressão de quase figuração. Montada num espaço pequeno e aconchegante, a exposição tem um clima intimista e convidativo.

Na sala maior da Leme, o paulistano Paulo Almeida, de 34 anos, apresenta "Reflecting the Museums", composta de onze pinturas em formato redondo. A intenção é simular espelhos convexos, típicos dos equipamentos de vigilância, e reproduzir ali o ambiente de grandes museus e centros culturais do mundo, a exemplo do MoMA (Nova York).

Almeida discute a relação do público dessas instituições com a arquitetura em volta e as diferentes maneiras de apreciar as obras, sobretudo quando se trata de instalações de grande porte, caso das esculturas de Richard Serra no Guggenheim (Bilbao) e do gigantesco sol elaborado por Olafur Eliasson para a Tate Modern (Londres), trabalhos esses retratados nas telas.

AVALIAÇÃO ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO