Política

Fundador do PT entra com pedido de impeachment de Dilma

O documento do jurista Hélio Bicudo foi apresentado na Câmara dos Deputados nesta terça (1º)

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Helio Bicudo
Hélio Bicudo: jurista foi um dos fundadores do PT (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

Fundador do PT, o jurista Hélio Bicudo, de 93 anos, entrou na Câmara dos Deputados nesta terça (1º) com um pedido de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. Este é o 17º documento de afastamento contra a petista.

+ Prefeitura discutiu enquadrar "Lula inflado" na Lei Cidade Limpa

O pedido foi apresentado por Maria Lúcia Bicudo, filha de Bicudo. A advogada Janaina Paschoal subscreve o documento.

De acordo com a Secretaria Geral da Mesa, já foram apresentados dezessete solicitações de impeachment. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), determinou o arquivamento de cinco desses pedidos por inadequação formal.

Caso haja algum problema no requerimento de Bicudo, Cunha concederá dez dias para que ele faça as adequações. O mesmo prazo foi dado às outras pessoas que apresentaram os documentos.

+ Confira as principais notícias da cidade

Formado em 1947 pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, o jurista foi ministro da Fazenda interino durante a gestão de João Goulart. Bicudo ocupou o cargo de deputado federal de 1991 a 1995. Além disso, foi vice-prefeito de São Paulo durante a administração de Marta Suplicy.

Por causa do escândalo do mensalão, Bicudo pediu sua desfiliação do PT em 2005. Após sua ruptura com o partido, ele declarou publicamente em 2010 o apoio à Marina Silva, no primeiro turno, e José Serra, no segundo (Com Estadão Conteúdo).

Fonte: Estadão Conteúdo