TRANSPORTE

Funcionários do Metrô fazem acordo e desistem de greve

Greve estava prevista para acontecer na semana passada, mas foi suspensa depois de uma rodada de negociações com o Metrô

Por: Estadão Conteúdo

Metrô - Linha Amarela
(Foto: Germano Luders)

Depois de uma proposta de reajuste de 10,03% de reajuste apresentada pelo Metrô no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), os metroviários decidiram na noite desta terça (31), suspender a greve prevista para ocorrer nesta quarta (1º). A categoria aceitou receber aumento em duas parcelas, depois de uma tarde de negociações no tribunal.

+ Padaria Brasileira promove festival de coxinhas com sabores inusitados

+ Polícia Federal indicia presidente do Bradesco

As negociações vinham ocorrendo há duas semanas. O TRT já havia determinado que, em caso de paralisação, os sindicalistas deveriam manter 80% do efetivo em operação nos horários de pico e 60% nos demais horários.

A greve estava prevista para acontecer na semana passada, mas foi suspensa depois de uma rodada de negociações com o Metrô. Até a semana passada, os sindicalistas cobravam reajuste nos salários de 10,82%.

O Metrô, por sua vez, trouxe à reunião uma proposta de aumento de 7,5%. Segundo o TRT, o Ministério Público do Trabalho havia apresentado uma proposta intermediária, de 10,3%, índice que corresponde à inflação desde o último aumento, em março do ano passado, medida pelo Índice Preços ao Consumidor (IPC/Fipe). A proposta final foi apresentada nesta terça-feira.

Fonte: VEJA SÃO PAULO