Sem folia

Para fugir do samba na segunda (20): exposições

Três exposições para quem não quer nem saber de Carnaval

Por: Redação VEJINHA.COM

Perception
Fios elétricos no Jardim Pantanal: foto faz parte da exposição 'Perception' (Foto: Iatã Cannabrava)

+ Programas para fugir do samba nesta segunda (20) + 80 programas sem folia

  • Resenha por Jonas Lopes: As diferentes relações dos cidadãos com o local onde vivem são o tema da mostra. Perception amealha 31 imagens de dois fotógrafos: o inglês Simon Roberts e o paulistano Iatã Cannabrava. Mais atento à tensão das questões sociais, o brasileiro explora na série Uma Outra Cidade aspectos das periferias de metrópoles latino-americanas. Se por um lado seus registros batem de frente ao abordar a exclusão, por outro nunca caem no tom panfletário. Cannabrava prefere ser poético, sem nunca estilizar a miséria. Sobressaem as cores da Vila da Barca, comunidade de palafitas em Belém, e o emaranhado de fios elétricos no Jardim Pantanal, em São Paulo. Roberts, por sua vez, buscou enfocar de forma bem-humorada o lazer da população da Inglaterra longe do espaço urbano, especialmente em lagos, praias e piqueniques no campo. Algumas das cenas ganham pontos devido ao uso da ironia, a exemplo de um grupo de senhores jogando golfe em frente a uma indústria. Até 25/02/2012.
    Saiba mais
  • Em tempos de mostras supercoloridas e lúdicas, os trabalhos de tons sóbrios e em branco e preto da suíça naturalizada brasileira Mira Schendel (1919-1988) revelam-se um agradável exercício de contemplação. A retrospectiva de 300 peças, que passou em 2013 pela Tate Modern, de Londres, apresenta sua produção em ordem cronológica. Das mais completas já organizadas sobre a artista, a exibição traz itens de suas principais fases. Há desde as naturezas-mortas da década de 50 e os quadros geométricos dos anos 60 até os tridimensionais Sarrafos, de 1987, nos quais hastes saem do suporte, quase num híbrido de tela e escultura. Influenciada pela poesia concreta, ela criou também diversas obras com palavras e letras. Destacam-se as feitas com papel de arroz — a transparência das peças permite que sejam vistas dos dois lados. Em Variantes (1997), os textos aparecem pendurados em fios de náilon e convidam o visitante a caminhar em volta da instalação. A seleção ainda reúne as esculturas da série Droguinhas, construídas a partir de nós de papel sem formato definido. De 24/7/2014. Até 18/10/2014.
    Saiba mais
  • Resenha por Carol Pascoal: A exposição traz fotos da carreira do quarteto inglês, além de discos em vinil e réplicas de roupas e instrumentos. Para encerrar, o evento programou para este sábado (25/02) e este domingo (26/02), o campeonato de videogame Rockband Beatles. O evento ocorre a partir das 15h. Até 26/02/2012.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO