Negócios

Franquias de lavagem de carro a seco exigem baixo investimento

A partir de 2 550 reais pode-se iniciar um negócio no modelo delivery, no qual o serviço é feito na casa do cliente

Por: Meriane Morselli

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Em 1995, quando o empresário Lito Rodriguez, de 46 anos, teve a ideia de desenvolver um produto para lavagem de carro a seco, economizar água não era uma questão tão urgente. “Achava um desperdício gastar tanto no meu lava-rápido e comecei a pensar a respeito”, diz. Daí nasceu a rede de franquias DryWash, que hoje possui 73 unidades espalhadas por treze Estados. Curiosidade: a sede da empresa, na Vila Maria, Zona Norte de São Paulo, tem sofrido sistematicamente com o racionamento de água e chega a passar três dias seguidos com as torneiras secas.

+ Doze dicas para economizar água na cozinha

Com 2 550 reais, pode-se iniciar um negócio no qual o empreendedor recebe um treinamento e produtos para lavar carros na casa de seus clientes. O custo máximo é de 30 000 reais e o retorno de investimento esperado varia entre doze e 36 meses. Cada lavagem custa para o cliente final de 32 a 53 reais.

Em outro modelo mais barato ainda, de 300 reais, é proposto um treinamento online para não franqueados. Dessa forma, pode-se aprender a aplicar as técnicas de lavagem a seco. E o mercado está em alta: “de dois meses para cá cresceu em 500% o interesse de gente querendo entrar no segmento”, conta Rodriguez. De acordo com ele, até pouco tempo atrás, os donos de lava-rápido não se interessavam por seus produtos e hoje a DryWash recebe dezenas de consultas diariamente.

Para a consultora do Sebrae-SP Caroline Minucci, o modelo delivery tem tudo para dar certo. "Além de uma tendência, por causa da falta de água, a comodidade agrega muito valor aos consumidores", diz. Mas, sem planejamento, ela já antecipa que o esforço pode ser em vão. Uma boa sugestão dada por Caroline é fazer parcerias para que o serviço de delivery atenda vários clientes num dia só. "Por exemplo, pode-se ir a uma empresa e lavar os carros dos funcionários, seria uma forma de reduzir custos de deslocamento e ganhar mais", avalia.

+ Franquias de paletas mexicanas custam a partir de 90 000

Neste ano, a DryWash fez ainda uma parceria com o Walmart.com para expandir as vendas de produtos para lavagem a seco para consumidores finais de uso doméstico. De setembro de 2013 a setembro de 2014, a comercialização deles cresceu 43%. O Lavagem a Seco DryWash de 600 mililitros, por exemplo, pode ser adquirido por 14,90 reais na internet.

A Acquazero, também com sede na capital paulista, registra um aumento de cerca de 30% de procura em suas lojas desde o agravamento da crise da água na cidade. Com 107 operações ativas em todo o país, a rede oferece modelos de franquia a partir de 4 800 reais (inclui um kit para 400 lavagens no modelo delivery). Há 37 franqueados em todo o Estado de São Paulo.

Marcos Mendes, de 39 anos, que fundou a companhia em 2009, afirma que o produto empregado por eles  faz uma espécie de encapsulamento da sujeira. Em seguida, ela é removida com uma flanela de microfibra sem causar danos à lataria dos veículos. São usados apenas 300 mililitros de água no processo.

De acordo com ele, a crise hídrica certamente contribuiu para consolidar seu negócio. “Já estávamos crescendo bastante, mas agora a demanda tem sido maior”, afirma. Outros modelos de franquia, com loja própria custam entre 60 000 reais e 100 000 reais. Os planos de expansão são bastante ousados: eles planejam dobrar o número de franqueados até o final de 2015.

 

Outras opções:

Auto Spa Express

  • 9 900 reais

Dry Jet

  • 20 000 a 100 000 reais

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO