Memória

Empresário Francisco Scarpa morre aos 103 anos

Figura tradicional paulistana, Scarpa vinha enfrentando problemas de saúde desde que sofreu um AVC, no ano passado

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

Francisco Scarpa
Francisco Scarpa com sua cadelinha Liza há três anos (Foto: Fernando Moraes)

O empresário Francisco Scarpa morreu ontem aos 103 anos, por volta das 16h20, em sua casa no Jardim Europa, Zona Oeste de São Paulo.

Uma das principais figuras da alta sociedade paulistana, Scarpa sofreu um AVC logo após a morte de sua mulher, Patsy, no ano passado. Desde então, seu estado de saúde inspirava cuidados.

Scarpa deixa três filhos, todos de seu casamento com Patsy: Chiquinho, Renata e Fátima Scarpa. Conhecido como "o pai do Chiquinho", Francisco sempre gostou de festas tanto quanto o herdeiro. Filho de um imigrante que enriqueceu como industrial, já teve fábricas de tecidos, quase quarenta fazendas e uma cervejaria, a Caracu. Ganhou do tataravô o título de conde alardeado por Chiquinho, mas ele mesmo não o usa. "É dispensável num país como o Brasil. Uma bobagem", disse em entrevista à VEJA SÃO PAULO em 2010. Em 1950, no auge da fortuna, casou-se com a bela Diamantina Patsy McClelland Scarpa, dezesseis anos mais nova. O segredo da vida longa? "Devo minha longevidade à capacidade que tenho de receber friamente as notícias ruins. Nunca choro."

Segundo a assessoria de imprensa de Chiquinho Scarpa e de sua noiva, Marlene Rito Nicolau, a família prefere não divulgar, por enquanto, informações sobre velório e enterro.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO