Cozinha

Fogão a lenha ganha espaço entre famosos

A apresentadora Eliana e a cantora Fafá de Belém aderiram à versão moderna do equipamento

Por: Arnaldo Lorençato - Atualizado em

Quando se imaginava serem as cozinhas high-tech o máximo que um gourmet podia desejar, alguns paulistanos, natos e de adoção, aderiram a um estilo culinário retrô. Instalaram em casa o bom e velho fogão a lenha. Não se trata, no entanto, de um equipamento qualquer, como os modelos pré-moldados encontrados em casas de material de construção. É uma peça de características artesanais, mas desenvolvida com tecnologia especial. O empresário José Carlos Victorello é um dos craques nesse universo caipira-chique. Desde 2003, já instalou sessenta fogões em residências paulistanas, como a do chef Sergio Arno, a da apresentadora Eliana e a da cantora Fafá de Belém.

Para construí-los na fábrica em Araras, no interior do estado, Victorello substituiu os materiais do passado e partiu para a modernização. No lugar dos tijolos de barro, por exemplo, ele usa somente blocos de concreto refratário e isolantes de temperatura, que evitam a perda de calor. Chegou inclusive a solicitar um mapeamento térmico ao Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (IPT) para avaliação dos diversos pontos de aquecimento do fogão. "Os avanços mais significativos foram na parte metálica", explica. Processos atualizados de fundição permitem encaixes precisos das peças e bonitos acabamentos. Além de ferro fundido, empregam-se materiais como latão, bronze e aço inoxidável. Inexistente nos fogões de antigamente, o forno de metal tornou-se indispensável. Todos esses detalhes somados, porém, resultam em um preço elevado: o mais simples dos modelos fabricados por Victorello custa 8.000 reais.

Sergio Arno acredita que o investimento vale a pena. Por isso, adquiriu um kit completo, composto de fogão, churrasqueira e forno de pizza, quatro meses atrás. "Aos sábados, uso para fazer moqueca, vaca atolada e paella, entre outros pratos, sempre em panela de barro", diz. "Só requer um pouco mais de atenção para não deixar passar do ponto por causa do calor." Entre as vantagens, o cozinheiro destaca o conforto térmico, pois o fogão quase não emana calor. Assim, quem está perto não se sente em uma sauna. Fera no manejo da chapa com quatro bocas, ele ensina que nas bordas se obtém o equivalente ao fogo brando. Com a boca destampada, a chama viva corresponde ao queimador triplo do fogão doméstico. Arno só não endossa a tese da comida mais saborosa. "Isso é folclore."

Estrela do programa Tudo É Possível, da Rede Record, Eliana discorda. "O feijãozinho fica uma delícia", assegura. Apesar de não ser uma especialista nas lides culinárias, a apresentadora aprecia as receitas elaboradas pela cozinheira Rosana Custódio, que trabalha para ela há nove anos. O fogão a lenha tem ainda um componente afetivo para Eliana: a lembrança da infância na casa da avó. Foi um dos motivos para a apresentadora construir uma nova cozinha para instalar o equipamento. Quando não tem gravação ou outro compromisso profissional, Eliana costuma passar os domingos nesse espaço em companhia de seus familiares. "É o meu ponto de encontro com meus pais e primos."

A bela cozinha ao ar livre está entre os lugares preferidos da cantora Fafá de Belém em seu apartamento de cobertura nos Jardins. "Adoro cozinhar, e aqui não poderia faltar um bom fogão a lenha com forno", diz. "Também estava cansada de procurar uma padaria que assasse para mim um pernil de porco sempre que eu quisesse." Cozinheira de predicados, Fafá volta e meia convida os amigos e põe para funcionar o fogão a lenha revestido com graciosos azulejos azuis e brancos trazidos da região do Alentejo, em Portugal. Nesses encontros animados e sem hora para terminar, faz pratos como feijoada ou galinha caipira em panelas de ferro, de barro e de pedra-sabão, esta presenteada pelo cantor Milton Nascimento. "Esse fogão é o meu xodó", diz no intervalo de uma de suas sonoras gargalhadas.

Chama forte

Algumas curiosidades sobre o fogão a lenha

8 000 reais

é o preço do modelo mais simples

45 dias

são necessários até a entrega

8 horas

é o tempo de montagem

1,2 metro quadrado é a área ocupada pelo modelo mais compacto

1 200 quilos

pesa o equipamento completo

10 quilos

é o consumo de lenha para preparar uma refeição

16 reais

custam 28 quilos de lenha em empresas especializadas

400 graus

é a temperatura atingida pela chapa em vinte minutos

Fonte: VEJA SÃO PAULO