Bichos

"Fiquei cego depois de levar uma paulada”

O gato que quase morreu e teve um olho removido em uma cirurgia

Por: Carolina Giovanelli

O gato Preto - Capa 2338
O gato Preto, de 11 meses: cego de um olho (Foto: Fernando Moraes)

”Sempre fui de passear muito pela vizinhança, aqui no Butantã. Em uma dessas escapadas de casa, no mês passado, dei de cara com um vizinho que não gosta de animais. Essa pessoa me machucou muito com pauladas e depois ainda me jogou para o cachorro dele me morder. Sorte minha que meu dono estava passando por perto, ouviu os miados e foi me salvar. Eu estava fraquinho, com a respiração lenta, achei que fosse morrer. Saí com vida do veterinário, mas cego de um olho. Tomei muitos remédios, mas minha situação piorou e precisei remover o olho machucado em uma cirurgia na semana passada. Eu era brincalhão. Agora, vivo quieto, deitado na cama. Meu dono ainda deve 600 reais lá na clínica, pois está desempregado. Ele vai depor na delegacia no fim do mês. Os protetores do grupo Bicho Brother estão ajudando a arrecadar dinheiro e também a juntar a papelada para mostrar à polícia.”

— Preto, 11 meses

+ Duas denúncias de maus-tratos contra animais são registradas diariamente na capital

+ "Quase morri de fome"

+ "Morava em uma casa com centenas de coelhos”

+ "Fui abusada e atropelada"

+ “Cortaram minhas penas”

+ “Não souberam cuidar de mim”

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO