Crianças

Quatro peças finalistas do Prêmio Femsa estão em cartaz

A História do Incrível Peixe-Orelha, Jucazécaju, Sonhatório e Terremota podem ser vistas pelo público

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

'A História do Incrível Peixe-Orelha' - Peça infantil
'A História do Incrível Peixe-Orelha': ensina as crianças sobre os perigos da poluição (Foto: Leonardo Vaz)

Foram divulgados os nomes que concorrem ao Prêmio FEMSA de Teatro Infantil e Jovem. Entre eles, os diretores Henrique Sitchin (Sonhatório), Eric Nowisnski (A Linha Mágica) e Cristiane Paoli Quito (O Meu Pai é um Homem Pássaro).

Ao todo, 38 espetáculos concorrem em dezoito categorias, sendo que quatro deles estão em cartaz: A História do Incrível Peixe-Orelha, Jucazécaju, Sonhatório e Terremota.

O único prêmio da América Latina voltado para o teatro infantojuvenil ocorre no mês de maio, ainda sem data definida. Para selecionar os indicados, as atrações foram avaliadas de janeiro a novembro pelos jurados Bia Rosenberg, Dib Carneiro Neto, Gabriela Romeu e Marcelo Ventura.

Confira abaixo os nomes que concorrem em cada categoria:

AUTOR DE TEXTO ORIGINAL

Luiz Alberto de Abreu - Caravana, Memórias de um Picadeiro

Marcelo Romagnoli - Terremota

Sean Taylor - A Linha Mágica

 

AUTOR DE TEXTO ADAPTADO

Amauri Falseti - Miliuma

Cristiane Paoli Quito e Cia Simples - Meu Pai é um Homem Pássaro

Milton Morales Filho - O Empinador de Estrelas

 

DIRETOR

Henrique Sitchin - Sonhatório

Eric Nowisnski - A Linha Mágica

Cristiane Paoli Quito - O Meu Pai é um Homem Pássaro

 

CENÓGRAFO

Telumi Helen - Miliuma

Cecília Meyer, Andre Grinberg e Filipe Bregantim - Circo de Borracha

Kleber Montanheiro - A História do Incrível Peixe-Orelha

 

FIGURINO

Marco Lima - Jucazécaju

Telumi Hellen - Três Fios

Kleber Montanheiro - A História do Incrível Peixe-Orelha

 

ILUMINAÇÃO

Wagner Freire - Miliuma

Guilherme Bonfanti - A História do Incrível Peixe-Orelha

Mirella Brandi - A Pulga do Arquiteto

 

MÚSICA ORIGINALMENTE COMPOSTA

Marcelo Pelegrini - Menor que o Mundo

André Vac e Thomas Huszar - A Linha Mágica

Natalia Mallo e Ramiro Murillo - O Meu Pai é um Homem Pássaro

 

TRILHA SONORA

Henrique Sitchin - Sonhatório

Milton Morales Filho - O Empinador de Estrela

 

MELHOR ATOR

Danilo Dal Farra - O Menino Mais Rico do Mundo

Otávio Dantas - O Meu Pai é um Homem Pássaro

Fábio Espósito - O Menino que Mordeu Picasso

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Armando Júnior - Totalmente Pastelão

Cleber Tolini - A Saga da Bruxa Morgana e a Família Real

Marco Barretho - Gangue

 

MELHOR ATRIZ

Manoela Pamplona - Miliuma

Jacqueline Obrigon - Terremota

Flávia Melman - O Meu Pai é um Homem Pássro

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Luciana Ramanzini - A História do Incrível Peixe-Orelha

Paula Arruda - Gangue

Luciana Paes - O Meu Pai é um Homem Pássaro

 

REVELAÇÃO

Valentin Mühlberger (música originalmente composta) - Miliuma

Bete Rodrigues (direção) - O Menino Mais Rico do Mundo

Gabriel Sitchin, Hugo Reis e Rafael Senatore (atores) - Sonhatório

 

CATEGORIA ESPECIAL

Marco Lima (criação dos bonecos) - Pedro e o Lobo

Adriana Meirelles (vídeo cenário, ilustração e animação) - A Linha Mágica

Cia. Arthur-Arnaldo pelo trabalho contínuo dedicado ao público jovem

 

MELHOR PRODUÇÃO

Ricca Produções Artísticas - Pedro e o Lobo

Cia Cênica Nau de Icaros - Menor que o Mundo

Núcleo Corpo Rastreado - Caravana, Memórias de um Picadeiro

 

MELHOR ESPETÁCULO INFANTIL

A Linha Mágica

O Meu Pai é um Homem Pássaro

Sonhatório

 

MELHOR ESPETÁCULO JOVEM

Gangue

Ladeira da Memória ou Labirinto da Cidade

Fonte: VEJA SÃO PAULO