publicidade

Cinema

Confira os lançamentos franceses de 2013

Novos filmes de Alan Resnais, François Ozon e Olivier Assayas estão na lista

15.fev.2013 | Atualizada em 18.jun.2013 por Bruno Machado

Para os amantes do cinema francês, uma boa notícia: em 2013, as salas de cinema estarão repletos deles. Já nesta sexta (15), entra em cartaz De Coração Aberto, com Juliette Binoche e Édgar Ramirez.

Confira no calendário abaixo outros lançamentos previstos para o primeiro semestre do ano.

FEVEREIRO

Sem data — Adeus, Berthe: O Enterro da Vovó, de Bruno Podalydès.

Em meio aos preparativos para o funeral da avó falecida, Armand (Denis Podalydès) reflete sobre a vida. Exibido na última edição do Festival Varilux de Cinema Francês.

MARÇO

01/03 — Ferrugem e Osso, de Jacques Audiard.

A fita concorreu à Palma de Ouro na última edição do Festival de Cannes, onde Marion Cotillard foi muito elogiada por sua atuação - uma treinadora de baleias que se envolve com Alain (Matthias Schoenaerts), que deixou a Bélgica para morar com a irmã na França.

15/03 — Uma Garrafa no Mar de Gaza, de Thierry Binist

A história de amor entre uma judia francesa que vive em Jerusalém e um palestino que vive em Gaza, unidos através de uma carta em uma garrafa jogada ao mar.

22/03 — Vocês Ainda Não Viram Nada!, de Alain Resnais

Novo filme do diretor de Medos Privados em Lugares Públicos (2006), e dos clássicos Hiroshima, Meu Amor (1959) e O Ano Passado em Marienbad (1961). Na trama, atores se reúnem para assistir a uma montagem de uma jovem companhia teatral.

29/03 — Sejam Muito Bem-Vindos!, de Jean Becker

O longa é assinado pelo diretor de Minhas Tardes com Marguerite (2010) e narra a jornada de uma mulher que abandona sua casa e encontra uma estranha garota pelas ruas.

29/03 — Dentro de Casa, de François Ozon

Novo trabalho de François Ozon (Potiche — Esposa Troféu), o suspense apresenta a história de um garoto que passa a frequentar a casa de um colega de classe para escrever sobre a família dele.

Sem data — Titeuf: o Filme, de Zep.

A exemplo do recente O Gato do Rabino, esta animação é uma adaptação de uma muito popular personagem de histórias em quadrinhos francesas.

Marion Cottilard em 'Ferrugem e Osso': interpretação elogiada
Marion Cottilard em 'Ferrugem e Osso': interpretação elogiada
(Foto: Divulgação)

ABRIL

05/04 — Thèrése Desqueyroux, de Claude Miller

Com Audrey Tautou (A Delicadeza do Amor e O Fabuloso Destino de Amélie Poulain), trata-se de um remake de 1962 que, por sua vez, é adaptação da obra de Claude Mariac. A fita conta também com Gilles Lelouch (Os Infiéis).

12/04 — Depois de Maio, de Olivier Assayas

O novo longa de Assayas se passa na Paris dos anos 70, quando um estudante é detido pela polícia durante uma manifestação política.

MAIO

03/05 — 3 Mundos, de Catherine Corsini

A fita competiu na mostra Um Certo Olhar de Cannes no ano passado. Na história, um jovem humilde quer ascender profissionalmente casando-se com a filha do seu chefe. Certa noite, após uma bebedeira com os amigos, ele atropela uma pessoa e sua vida toma rumos inesperados.

10/05 — Camille Outra Vez, de Noémie Lvovsky

Fita de encerramento da Quinzena de Realizadores do Festival de Cannes de 2012. A comédia narra a história de Camille (a diretora da fita) que tem a chance de voltar à adolescência e mudar o seu destino. O filme conta com Mathieu Amalric (de O Escafandro e a Borboleta).

Sem data — Populaire, de Régis Roinsard

A comédia romântica se passa em uma cidade no interior da França, onde talentos da datilografia se reúnem para uma divertida competição. Com Bérénice Bejo, de O Artista (2011).

Sem data — Os Sabores do Palácio, de Christian Vincent

Baseado em fatos reais, o filme narra a trajetória de Danièle Delpeuch, que se tornou a chef pessoal de François Mitterrand, que por 14 anos, foi presidente da França.

'Vocês Ainda Não Viram Nada': novo longa de Alain Resnais chega aos cinemas brasileiros neste semestre
'Vocês Ainda Não Viram Nada': novo longa de Alain Resnais chega aos cinemas brasileiros neste semestre
(Foto: Divulgação)

JUNHO

07/06 — Augustine, de Alice Winocour

O filme foi exibido na Semana da Crítica da mais recente edição do Festival de Cannes e narra o doloroso processo de pesquisa e descoberta da da histeria pelo professor Charcot (Vincent Lindon), no século XIX. Com Chiara Mastroianni.

14/06 — A Grande Noite , de Benoit Delépine e Gustave Kervern

A dupla responsável por Mamute (2010) levou o prêmio da crítica na Mostra Um Certo Olhar em Cannes no ano passado com este novo longa-metragem. Na história, dois punks de meia-idade se unem para destruir a propriedade alheia. Com Gerard Depardieu.

21/06 — Eu, Anna, de Barnaby Southcombe

O filme foi exibido no Festival de Berlim, no ano passado. Com ares de film noir, a fita é narrada do ponto de vista de uma mulher de meia-idade que se envolve com um comissário de polícia (Gabriel Byrne) após divórcio.

28/06 — A Espuma dos Dias, de Michel Gondry

O diretor de videoclipes e do cultuado Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças retorna com um drama protagonizado por Audrey Tautou. Ela interpreta Chloe, uma jovem que sofre de uma estranha doença: uma planta cresce em seus pulmões.

Sem data — Renoir, de Gilles Bourdos

A fita foi uma das mais procuradas pelo público na última edição da Mostra Internacional de Cinema. O drama acompanha a última fase da vida do pintor Pierre-Auguste Renoir (1841-1919), e seu amor por uma mulher muito mais jovem que ele.

JULHO

05/07 — Zarafa, de Remi Bezançon e Jean-Christophe Lie

A animação narra a história de Maki, um jovem que foge de traficantes de escravos, e se torna o melhor amigo de uma girafa.

19/07 — O Homem da Lua, de Stephan Schesch

Trata-se de outro desenho animado. Na trama, a chegada de um alienígena vindo da Lua atrapalha os planos de um ambicioso ditador que tem por objetivo dominar todo o planeta.

26/07 — Pedra da Paciência, de Atiq Rahimi

Num país convulsionado pela guerra, mulher tenta seguir com a vida embora seu marido esteja em coma. Com Golshifteh Farahani, do aclamado Frango com Ameixas.

Sem data — Adeus, Minha Rainha,de Benoît Jacquot

Diane Kruger interpreta a rainha Maria Antonieta neste filme passado às vésperas da Revolução Francesa.

publicidade

esqueça um livro
X

Avaliação de VEJA SP

Não foi avaliado

Avaliação de VEJA SP

Péssimo

Avaliação de VEJA SP

Fraco

Avaliação de VEJA SP

Regular

Avaliação de VEJA SP

Bom

Avaliação de VEJA SP

Muito bom

Avaliação de VEJA SP

Excelente

Avaliação dos usuários

Ainda não foi avaliado

Avaliação dos usuários

Péssimo

Avaliação dos usuários

Fraco

Avaliação dos usuários

Regular

Avaliação dos usuários

Bom

Avaliação dos usuários

Muito bom

Avaliação dos usuários

Excelente

Avaliação do usuário

Péssimo

Avaliação do usuário

Fraco

Avaliação do usuário

Regular

Avaliação do usuário

Bom

Avaliação do usuário

Muito bom

Avaliação do usuário

Excelente

Péssimo

Fraco

Regular

Bom

Muito bom

Excelente

Comente

Envie por e-mail