Cinema

Longas de terror que ocupam as salas da cidade

Confira quais são os cinco filmes do gênero disponíveis

Por: Redação VEJA SÃO PAULO

Frankenstein 2360
Cena de "Frankenstein - Entre Anjos e Demônios" (Foto: Divulgação)

✪✪ Frankenstein —Entre Anjos e Demônios: O personagem saído do livro de Mary Shelley (1797-1851) caiu numa trama ambientada nos dias de hoje. Criada pelo doutor Frankenstein, a criatura ganhou o nome de Adam e o corpo do ator Aaron Eckhart. Virou também alvo de anjos e demônios. Em cópias dubladas, legendadas e em 3D, a fita ocupa 27 salas.

Atividade Paranormal - Marcados Pelo Mal 2360
Cena de "Atividade Paranormal - Marcados Pelo Mal" (Foto: Divulgação)

Atividade Paranormal —Marcados pelo Mal: Iniciada em 2007, a cinessérie ganhou um episódio derivado da franquia, mas segue o estilo de sempre. Uma câmera registra os passos de um rapaz que é perseguido por forças estranhas. Isso dá à trama, que permanece em três complexos, um toque de “realidade” em meio ao clima sobrenatural.

O Herdeiro do Diabo 2360
Cena de "O Herdeiro do Diabo" (Foto: Divulgação)

O Herdeiro do Diabo: Ecos de O Bebê de Rosemary (1968), de Roman Polanski, surgem nesse enredo sobre um casal à espera do filho. Quando a barriga de Samantha (Allison Miller) começa a crescer, acredita-se que forças malignas se apossaram do corpo dela. Dublado ou legendado, o terror pode ser visto em treze cinemas da cidade.

Fome de Viver 2360
Catherine Deneuve e David Bowie em "Fome de Viver" (Foto: Divulgação)

✪✪ Fome de Viver: A foto acima é da inesquecível cena de abertura com Catherine Deneuve e David Bowie ao som de Bela Lugosi’s Dead, do Bauhaus. Nesse datado longa-metragem de 1983, os atores interpretam um casal de vampiros. Susan Sarandon completa o bom elenco. Em cartaz no Cine Livraria Cultura 1 e no Espaço Itaú 5.

Quando eu era vivo 2360
Marat Descartes em "Quando Eu Era Vivo" (Foto: Divulgação)

✪✪✪ Quando Eu Era Vivo: Uma surpresa brasileira comandada com afinco pelo diretor Marco Dutra. Em atuação formidável, Marat Descartes (na foto) interpreta o filho do personagem de Antonio Fagundes. Ao voltar para a casa do pai, após se separar da mulher, ele tem sinistras lembranças de sua infância ao lado da mãe e do irmão. O filme continua em cinco cinemas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO