Restaurantes

Filhote do Tre Bicchieri, restaurante Tre nasce cheio de personalidade

Em vez de apenas decalcar o modelo da casa-mãe, o local mostra visual arrojado e algumas receitas próprias

Por: Arnaldo Lorençato e Helena Galante - Atualizado em

Agnellotti de ricota do restaurante Tre
Agnellotti de ricota de ovelha: R$ 64,00 (Foto: Mario Rodrigues)

Um bonito cenário compõe a atmosfera do Tre, filhote do Tre Bicchieri aberto no Shopping JK Iguatemi um mês atrás. O restaurante, projetado pelo badalado arquiteto americano Eric Carlson, é conduzido por três dos sete sócios. Especialista em atendimento, Cid Simão cuida do serviço, o sommelier Marcos Freitas responde pela carta de vinhos e a cozinha está nas mãos do chef Rodrigo Queiroz.

O que poderia ser a repetição de mais um endereço de sucesso tornou-se uma casa única, de visual arrojado e com algumas receitas próprias. Os resultados do menu surpreendem pela excelência. Sobra brilho à maioria das opções provadas.

Restaurante Tre
Ambiente moderno: desenho do arquiteto americano Eric Carlson (Foto: Mario Rodrigues)

Logo na entrada, empolga a berinjela grelhada em fatias ao ragu de calabresa discretamente picante (R$ 35,00). As massas frescas provocam o mesmo entusiasmo. Depois de ir à frigideira para dourar, o nhoque de batata ganha a companhia de lardo de colonatta — um toucinho italiano especial —, anéis de lula, tomate e cebola-roxa crocante (R$ 56,00). Valorizado pelo aroma de raspas de limão-siciliano, o agnellotti fino como um papel tem cozimento preciso e recheio de ricota de ovelha e queijo grana padano (R$ 64,00). Vem banhado por molho de tomate perfumado por limão.

Quatro vieiras salteadas no azeite coroam o risoto de cogumelos e queijo Castelmagno (R$ 78,00), produzido na região do Piemonte. Os fãs de carne de porco não podem pular o tenro leitãozinho de pele crocante servido sobre feijão-branco ao molho do assado (R$ 72,00). Apenas o filé de vitelo (R$ 61,00) pecou pela quase ausência de sal.

Não faltam bons e caros rótulos de vinho para acompanhar os pratos. Um deles, o Chianti Classico Pèppoli Antinori 2009, sai por R$ 166,00.

Depois de tanto afago ao paladar, a dica é arrematar a refeição com a tortinha de queijo, uma cheesecake mais aerada com calda cítrica de laranja-kinkan (R$ 25,00).

COMIDA ✪✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪✪ | SERVIÇO ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO