Cidade

Bandidos atacam filho do governador Geraldo Alckmin

Policiais militares impediram a ação dos bandidos e retiraram Thomaz e  filha dele em segurança do local

Por: Redação Veja São Paulo - Atualizado em

Geraldo Alckmin - Eleições_2184
Alckmin: filho do governador sofre tentativa de assalto (Foto: Mario Rodrigues)

O filho mais novo do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, Thomaz Rodrigues Alckmin e a filha dele foram atacados por criminosos na noite desse domingo (2). Segundo a Secretaria de Segurança Pública, policiais militares impediram a ação dos bandidos e retiraram os dois do local. Houve troca de tiros. O caso aconteceu às 21h20, na Avenida Professor Alcebíades Delamare, uma alça de acesso à Marginal Pinheiros.

+ Torcedores invadem centro de treinamento do Corinthians

O Nissan Tiida usado pelos bandidos foi encontrado cerca de 400 metros do local. Há marcas de sangue dentro do veículo. Os carros foram levados para a perícia. A Polícia Civil não descarta nenhuma hipótese, como tentativa de sequestro. A ação será investigada pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic). 

Em sua conta no Twitter, Alckmin comentou o caso, afirmando que confia na atuação da polícia de São Paulo, apesar do caso que aconteceu com seu filho e neta. “Agradeço as manifestações de solidariedade à minha família. Confiamos no trabalho da polícia.”

+ Polícia prende suspeitos de matar jovem durante assalto

Essa é a segunda vez que Thomaz passa por caso semelhante. Em outubro de 2002, o segurança Diógenes Barbosa Paiva morreu após entrar em confronto com dois criminosos, na Vila Mariana, na Zona Sul da cidade, enquanto fazia a escolta do filho mais novo do governador.

+ Cineasta Eduardo Coutinho é morto a facadas pelo filho

Na ocasião, Thomaz estava em uma área de lazer do prédio de uma namorada quando os policiais que faziam a segurança foram atacados por dois homens a pé. Paiva foi encaminhado para o Hospital São Paulo, mas não resistiu aos ferimentos. O outro policial que fazia a escolta, Adoniran Francisco dos Santos Júnior, também foi atingido por um tiro na região cervical.

Fonte: VEJA SÃO PAULO