exposições

Fila para ver esculturas de Ron Mueck chega a três horas nesta sexta

Cerca de 8 000 pessoas passaram pela Pinacoteca ontem, quando ocorreu a abertura da mostra

Por: VEJA SÃO PAULO

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Quem quiser conferir as esculturas hiper-realistas do australiano Ron Mueck nesta sexta (21) deverá enfrentar uma longa espera. De acordo com informações divulgadas pela Pinacoteca do Estado, a previsão é de duas a três horas de fila. Na manhã de hoje, o aglomerado de visitantes dobrava o quarteirão. Em seu primeiro dia, a exposição recebeu 8 000 pessoas.

A Pinacoteca tenta organizar o fluxo de visitantes. São duas entradas diferentes, uma para a badalada exposição, e outra para conferir os demais artistas em cartaz na instituição. Vinte minutos antes da abertura dos portões, mais de 200 pessoas já se aglomeravam no quarteirão para entrar no edifício. Para aliviar a espera dos visitantes, parte da espera é feita no Parque da Luz.

+10 curiosidades sobre Ron Mueck

+Oito invenções que Leonardo da Vinci pensou antes de todo mundo

A escultura de um casal de idosos sobre um guarda-sol ocupa o octógono do prédio. As oito obras restantes foram instaladas em quatro salas. O percurso só pode ser feito em um sentido, ou seja, depois que se trocou de sala, não é possível voltar para a anterior. A exposição termina com um vídeo em que se observa Mueck trabalhando em seu ateliê. Para entrar na sessão, é preciso enfrentar uma fila à parte.A previsão é de que entre 500 e 700 pessoas passem pela mostra por hora.

O estacionamento externo do museu está fechado para acomodar o público que aguarda a entrada. Somente mulheres grávidas, idosos e deficientes físicos poderão parar seus veículos no interior do estabelecimento. Por isso, a melhor opção é ir de metrô até a Luz, estação mais próxima do local.

Uma das opções para quem for de carro é deixá-lo no estacionamento da Estação Pinacoteca (R$ 11,00 por quatro horas) e caminhar 600 metros até a Pinacoteca do Estado. Aos finais de semana, uma van fará esse trajeto gratuitamente.

Antes de chegar a São Paulo, a mostra atraiu mais de 230 000 pessoas ao MAM do Rio de Janeiro. As nove peças em cartaz só não confundem o visitante com pessoas de verdade porque Mueck trabalha em proporções fora do comum. Um casal jovem de namorados, por exemplo, tem apenas 65 centímetros de altura, enquanto uma mulher pode ter até três metros. Outra atração é um vídeo que mostra o processo de criação das obras.

+ Oito invenções de Da Vinci em cartaz no Fiesp

Mueck iniciou a carreira fazendo bonecos para filmes, programas de televisão e propagandas. Antes de suas esculturas ficarem famosas, ele fez parte da equipe que produzia os personagens da série The Muppet Show. A obra mais cara do artista, Big Baby, foi vendida em um leilão em 2011 por 1,3 milhão de doláres.

Fonte: VEJA SÃO PAULO