cinema

Festival de Paulínia começa hoje com filme sobre Paulo Coelho

Mostra com entrada gratuita chega à sua sexta edição com exibição de longas e curtas-metragens nacionais e estrangeiros e homenagem a Cacá Diegues

Por: Redação VEJASAOPAULO.COM - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

O Paulínia Film Festival, realizado na cidade do interior paulista, a 118 quilômetros da capital, está de volta com uma programação composta de mais de 30 filmes, entre curtas e longas-metragens nacionais e estrangeiros.

 

O evento que nasceu em 2008 e se tornou um dos principais festivais do país foi interrompido em 2011 por falta de recursos. Em dezembro do ano passado, foi realizada uma edição enxuta, sem filmes inéditos e sem mostra competitiva.

O festival deste ano, que começa nesta terça (22) e vai até 27 de julho, ganha corpo de novo. Os curadores Rubens Ewald Filho e Tatiana Quintella fizeram uma seleção com destaque às produções francesas, como os inéditos As Férias do Pequeno Nicolau, de Laurent Tirard, A Pedra da Paciência, de Atiq Rahimi, e Geronimo, do cineasta argelino Tony Gatlif.

 

Esse recorte dedicado ao país europeu comemora os 25 anos da distribuidora Imovision. Entre as fitas em competição, vale conferir Sinfonia da Necrópole, novo filme da paulista Juliana Rojas, diretora de Trabalhar Cansa (2011). Já o pernambucano Lírio Ferreira apresenta Sangue Azul, sobre um garoto que mora numa ilha vulcânica e se transfere para o continente a fim de trabalhar como homem-bala no circo.

A cinebiografia de Paulo Coelho, Não Pare na Pista, dirigida por Daniel Augusto e com Júlio Andrade no papel do escritor, abre o festival em sessão fechada para convidados. As demais exibições são abertas ao público e têm sessões gratuitas. Todas serão realizadas no Theatro Municipal Paulo Gracindo, cuja capacidade é de 1,3 mil pessoas.

Confira a programação completa do festival.

Fonte: VEJA SÃO PAULO