Crianças

Festival de Férias do Teatro Folha exibe sete peças

Em sua 15ª edição, evento conta com programação para todos os dias da semana

Por: Clara Nobre de Camargo - Atualizado em

Chapeuzinho Vermelho
Carla Candiotto e Alexandra Golik, em 'Chapeuzinho Vermelho': nas tardes de sexta (Foto: Divulgação)

A partir de sábado (2), o Teatro Folha apresenta a 15ª edição de seu Festival de Férias. Realizado desde julho de 2004, o evento terá sessões todos os dias da semana até o fim do mês e traz sete peças. Às segundas, o clássico de Lewis Carroll "Alice no País das Maravilhas" ganha uma versão com bonecos e luz negra elaborada pela Turma do Papum. Nesta adaptação, a menina que se perdeu em um mundo de fantasias terá de vencer a Rainha das Copas em um jogo de futebol para conseguir sair de lá. "Pinóquio", com base no conto original de Carlo Colodi, tem vez às terças. Cinco atores da Cia. Realce encenam os apuros do boneco de madeira cujo desejo é virar um menino de verdade. 

Festival de Férias
'Alice no País das Maravilhas' e 'Aventuras de Gulliver': às segundas e quartas, respectivamente (Foto: Divulgação)

Com uma mistura de bonecos e atores, a Cia. Articularte leva ao palco "Aventuras de Gulliver", às quartas. Anima as quintas o espetáculo "Dona Baratinha no Oco da Figueira", com uma série de músicas e cantigas de roda. Toda sexta, as atrizes Alexandra Golik e Carla Candiotto, da Cia. Le Plat du Jour, brincam de trocar acessórios em um armário e revezam personagens para narrar a história de "Chapeuzinho Vermelho".

Na programação do teatro desde 2008, "Os Saltimbancos", em cartaz aos sábados e domingos, às 16h, também faz parte do festival. Com figurinos coloridos, Rosy Aragão, Juliana Romano, Diego Rodda e Marcelo Diaz dão vida a um quarteto animal disposto a fugir dos maus-tratos dos patrões. Nos mesmos dias, às 17h40, é exibida a montagem "O Domador de Férias". Em cena, o elenco das companhias Furunfunfum e Circo&Cia interpreta e faz acrobacias circenses acompanhado pelos afiados truques do cachorro Puffy.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO