Astrologia

União de fenômenos astronômicos deixa as energias mais afloradas

Eclipse total, superlua e equinócio acontecem nesta sexta (20); profissionais da área dão conselhos para aproveitar bem as vibrações e fugir dos perigos dessa ocasião

Por: Tatiana Izquierdo e Ana Carolina Soares - Atualizado em

superlua-@guimcl
Registo do fenômeno de superlua em setembro de 2014 (Foto: Reprodução/@guimcl)

Para quem gosta de fenômenos celestes, a sexta-feira (20) é marcada pelo cruzamento de três eventos astronômicos: 1) o equinócio, que dá início ao outono; 2) o único eclipse solar total de 2015; 3) Uma superlua. “O eclipse total é um acontecimento super raro”, explica Josina Nascimento, pesquisadora do Observatório Nacional.

Os últimos fenômenos foram vistos em poucas terras habitadas, ao Norte do planeta Terra. Na Europa, em parte da Ásia e no norte da África puderam ser notados de forma parcial.

+ Leitores registram a última superlua de 2014

Do ponto de vista astrológico, porém, somos influenciados diretamente por esses acontecimentos. A união dos fenômenos marca o início do ano novo astrológico. “A coincidência desses eventos cria um clima de energias mais ativas. Encerra-se um ciclo e inicia-se outro”, explica a astróloga Luciana Martins, de São Paulo.

Para os astros, o Ano-Novo não começa tradicionalmente no dia 1º de janeiro. Segundo a astróloga e psicóloga Janete Kiremitdjian, de São Paulo, o marco é o ingresso do Sol no signo de Áries - o que acontece às 19h45 desta sexta. “É uma hora de iniciar a prospecção de novos projetos e atividades prazerosas, canalizando essa energia toda para algo positivo, para evitar que ela acabe resultando em problemas, como desentendimentos", orienta Janete.

+ BELEZA DE BLOG: as unhas que são sucesso na novela Babilônia

+ Gisele Bundchen vai se aposentar das passarelas na São Paulo Fashion Week

“Neste ano, com a entrada do Sol, da Lua e de Marte em Áries, foi ativada a quadratura de Urano e Plutão. O resultado é que os ânimos tendem a ficar mais exaltados”, explica Luciana.

Os signos de Áries, Libra, Capricórnio e Câncer tendem a ser os mais atingidos. “Você percebe nas ruas que as pessoas estão mais agitadas, indignadas. Essa eletricidade é por conta da quadratura. A energia não é ruim, é uma energia de renovação. É legal canalizar essa energia para as coisas boas e aproveitar a fase”, diz Luciana.

Para Yael Yardeni, astróloga e professora do Kabbalah Centre, o dia é muito especial, e raro, por conta da união dos fenômenos de superlua e eclipse. “Hoje celebra-se a lua nova de Áries, o primeiro signo do zodíaco, por isso, considerado um Ano-Novo para a cabala." 

Para quem segue a cabala, hoje ainda acontece o Shabat, considerada uma “janela cósmica”: período de potencialização de energia. Com tudo isso, o cenário astral mundial traz propensão a guerras, conflitos, ânimos exaltados.

Para não atrair esse “baixo astral” durante o ano inteiro, o “mandamento” de hoje é um só: evitar a todo o custo qualquer tipo de briga ou conflito. Caso contrário, essa propensão a guerra estará presente nos próximos doze meses.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS: o que acontece de mais importante na cidade

Fonte: VEJA SÃO PAULO