Esporte

Felipe Massa anuncia aposentadoria da Fórmula 1

Em vídeo publicado em sua página no Facebook, o piloto disse que não irá participar da próxima temporada

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

felipe massa - gastromomia
Felipe Massa: despedida das pistas (Foto: Duda Bairros/MF2)

O piloto Felipe Massa, de 35 anos, anunciou a aposentadoria das pistas na manhã desta quinta-feira (1). Em vídeo publicado em sua página no Facebook, ele disse que esta será sua última temporada na Fórmula 1. "Este é um momento que se encerra pelo qual eu sou grato. Temos sem dúvida muito mais coisas para fazer na vida, como correr em outra categoria ou fazer outros tipos de trabalhos."

 

Na sequência de pouco mais de sete minutos, Massa agradeceu aos fãs, à família e fez uma espécie de retrospectiva da carreira ao listar pessoas importantes que o ajudaram nos últimos catorze anos. Massa também agradeceu aos técnicos e à equipe médica que o ajudou a se recuperar do grave acidente que sofreu em 2009 ao ser atingido por uma mola que se soltou do carro de Rubens Barrichelo, no GP da Hungria.

O piloto revelou que resolveu tornar pública essa decisão em Monza por ter se inspirado em Michael Schumacher. Foi no mesmo tradicional circuito italiano, palco da próxima etapa do Mundial da categoria, neste domingo (4), que o alemão anunciou pela primeira vez que estava se aposentando, então como piloto da Ferrari.

"Eu escolhi este lugar (para fazer o anúncio) porque dez anos atrás Michael anunciou aqui que ele estava se aposentando", disse o brasileiro, em entrevista coletiva, na qual informou que não irá renovar o seu contrato com a Williams, que irá expirar no final deste ano.

Massa lembrou que Schumacher optou por deixar a Ferrari e a própria F1, em 2006, também para assegurar a continuidade do brasileiro na equipe italiana em 2007, para quando o finlandês Kimi Raikkonen já havia sido contratado como um dos pilotos titulares da escuderia. Assim, só restaria uma vaga no time para aquele ano.

Naquela ocasião, Raikkonen estava deixando a McLaren para correr pela Ferrari em 2007, complicando assim a permanência de Massa como titular. Mas a decisão de Schumacher de se aposentar assegurou a permanência do brasileiro como parceiro do finlandês. Depois, o alemão iria abandonar a aposentadoria para correr pela Mercedes na F1 entre 2010 e 2012, quando finalmente deixou a F1 de forma definitiva ao final daquele ano.

"Ele (Schumacher) escolheu me dar a oportunidade... E aqui é quase meu segundo país e um lugar muito importante para fazer isso (anunciar a aposentadoria)", ressaltou o brasileiro, que assim também de certa forma fez uma espécie de homenagem ao heptacampeão mundial de F1, cujo real estado de saúde segue sendo mantido em sigilo depois do grave acidente que sofreu enquanto esquiava nos Alpes franceses em 29 de dezembro de 2013.

O piloto também exibiu satisfação com a sua carreira na F1, na qual contabiliza 242 corridas, 11 vitórias, 16 pole positions, 15 melhores voltas e esteve presente no pódio em 41 provas. No auge de sua carreira, em 2008, o brasileiro foi vice-campeão mundial após perder uma emocionante batalha com Lewis Hamilton em um campeonato decidido apenas na última volta do GP do Brasil em Interlagos.

"Minha carreira foi mais do que eu esperava e estou orgulhoso do que eu alcancei", afirmou Massa, que depois acrescentou: "Finalmente, será uma grande honra terminar minha carreira em uma equipe maravilhosa como a Williams. Será um dia emocionante quando eu finalmente concluir minha carreira na Fórmula 1 com meu 250º GP em Abu Dabi".

+O roteiro gastronômico de Felipe Massa

(Com Estadão Conteúdo)

Fonte: VEJA SÃO PAULO