Política

Em carta, Feliciano defende Bolsonaro e critica Jô Soares

Deputado afirma que apresentador faz "juízo de valor" e pede que comentários sejam "justos" 

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Marco Feliciano
O Deputado Marco Feliciano (PSC-SP): defesa do colega Jair Bolsonaro (Foto: Divulgação)

Deputado federal pelo PSC, o pastor Marco Feliciano escreveu mensagem em defesa do seu colega, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), alvo de crítica e Jô Soares.

Na última terça-feira (16), o apresentador repreendeu um jovem da plateia que defendeu o parlamentar do Rio de Janeiro. Durante a mesa redonda na qual ele debatia a recente polêmica envolvendo Bolsonaro, que afirmou que não estupraria a também deputada Maria do Rosário porque “ela não merece”, o rapaz gritou “viva Bolsonaro”. Incrédulo, Jô reagiu: Quem gritou esse absurdo? O Maluf está na plateia? Olha, eu já ouvi muita bobagem na minha vida, mas essa supera a do Bolsonaro", disse ele.

Em “Carta aberta a Jô Soares”, Feliciano pediu que o apresentador seja “justo em seus ponderamentos e não caia na vala comum da parcialidade”.

“Às vezes me pergunto como um homem com tamanha cultura com uma equipe de produção das mais competentes, antenados em tudo que ocorre no mundo, às vezes forma juízo de valor sobre pessoas e as expõe ao seu grande público, como é o meu caso, onde fui citado várias vezes durante minha gestão como Presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias e também recentemente ao abordarem o ocorrido com o Deputado Jair Bolsonaro, o querido Jô indagou sobre mim, e afirmando que eu não deveria estar na Comissão de Direitos Humanos, eu perguntaria por que esse preconceito? Será por que sou evangélico? Será por que não sou de movimentos considerados "cult", nem carrego a bandeira vermelha?”

A Globo e a produção do programa não se manifestaram sobre o tema.

Fonte: VEJA SÃO PAULO