Arte

Feira Parte realiza edição pocket no Shopping Cidade Jardim

Segunda edição do evento de arte contemporânea reúne dezessete galerias 

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Aura_Lilian_Maus_Série Area de Cultivo_Desenho
Pinturas, esculturas, gravuras, fotografias e livros de artista são vendidos na feira (Foto: Divulgação)

Entre quinta (9) e domingo (12), o Shopping Cidade Jardim recebe a mais uma edição da Feira Parte, que reúne dezessete galerias paulistanas de arte contemporânea. Com um evento original que reúne cerca de quarenta galerias nacionais e internacionais anualmente, a feira realiza pela segunda vez uma versão reduzida. Serão expostas obras de artistas novos e consagrados, que variam de R$ 500,00 a R$ 100 000,00. A ideia é oferecer opções para todos os bolsos e os mais diversos níveis de colecionismo.

Aura_Louise Kanefuko_estudo_sobre_a_insonia_III
Segunda edição pocket do evento acontece no Shopping Cidade Jardim (Foto: Divulgação)

No ano passado, o evento no Shopping Cidade Jardim recebeu 5 500 visitantes, enquanto 16 000 pessoas visitaram a edição original da feira, que tomava conta do subsolo do Paço das Artes (a instituição foi obrigada a sair do prédio da USP, em março, e a feira vai passar a acontecer no Clube A Hebraica). O valor médio das obras vendidas na edição do shopping foi 60% superior ao do prédio na Cidade Universitária, o que denota a diferença do público entre os dois locais: se, no Paço das Artes, grande parte do público encarava o evento como local de mapeamento da produção artística, o público do Cidade Jardim vai para investir.

Galérie Brésil_Alexandre Frangioni
Preços das obras variam entre R$ 500 s R$ 100 000 (Foto: Divulgação)

Outra diferença entre os eventos é a escolha das galerias. Na feira original, a seleção é feita por um comitê formado para a feira. Já na edição pocket, as diretoras Tamara Perlman, Lina Wurzmann e Carmen Schivarche são responsáveis em escolher cada um dos estandes participantes. Entre as galerias reunidas no espaço Casa Bossa, no terceiro andar do prédio, estão nomes como ArteHall, Lus Maluf, Emma Thomas e Folio. 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO