Crise Hídrica

Falta de chuva reduz nível da água em mananciais

Segundo os dados divulgados pela Sabesp, nível do Cantareira caiu de 51,0% para 50,9% pelo cálculo que considera a reserva técnica, o chamado volume morto

Por: Estadão Conteúdo

Cantareira
Falta de chuva prejudicou o armazenamento de água em todos os mananciais administrados pela Sabesp (Foto: Nilton Cardin/Folhapress)

A falta de chuva prejudicou o armazenamento de água em todos os mananciais administrados pela Sabesp. Segundo os dados divulgados pela companhia de abastecimento neste domingo (24), o nível do Sistema Cantareira caiu de 51,0% para 50,9% pelo cálculo que considera a reserva técnica, o chamado volume morto.

+Programe-se para a volta do feriado

No indicador que calcula o nível de armazenagem considerando o volume armazenado e o útil, o nível caiu de 65,9% para 65,8%. Pelo índice 3, que não leva em conta a água do volume morto, o porcentual permaneceu em 36,6%, como estava no sábado.

De ontem para hoje, o sistema Alto Cotia teve uma redução de 98,6% para 98,4%. O nível do Guarapiranga, utilizado para socorrer o Cantareira durante a crise hídrica, baixou de 80,8% para 80,5%.

O manancial Rio Claro deixou hoje de exibir mais de 100% de sua capacidade, passando de 100,1% ontem para 99,7% hoje. No Rio Grande, o nível caiu de 88,1% para 87,6%. E, no sistema Alto Tietê, o indicador de capacidade passou de 40,9% para 40,8%.

+ Confira as últimas notícias 

Fonte: VEJA SÃO PAULO