Entrevista

Fake Number abre o show do Paramore neste domingo (20)

Elektra, vocalista da banda, fala sobre como surgiu o convite e as expectativas da apresentação

Por: Gabriela Simionato - Atualizado em

Fake Number - Elektra
Elektra: "Estamos muito nervosos! A gente não sabe o que esperar" (Foto: Daniela Dutra)

Após um abaixo-assinado com 7 mil nomes, a Time For Fun, empresa responsável pela vinda do Paramore ao Brasil anunciou na semana passada que a abertura dos shows da banda americana em São Paulo e no Rio de Janeiro ficaria por conta do quarteto paulista Fake Number

+ Leia mais: saiba tudo sobre o Paramore

+ Veja galeria de fotos do grupo que toca domingo (20), em São Paulo

+ Veja vídeos da banda americana

+ Leia mais: curiosidades e a história do Paramore

Formado em Lorena, em 2006, o grupo atualmente é formado por Elektra (vocal), Pinguim (guitarra), Andre (bateria) e Marcus (guitarra). A Fake Number ficou conhecida pelo disco que leva o nome da banda, lançado pela Arsenal Music, em 2007. 

Fake Number
Fake Number: banda deve lançar novo disco até o fim do ano (Foto: Daniela Dutra)

A vocalista Lívia Xavier, mais conhecida como Elektra, conversou com a VEJA SÃO PAULO sobre as expectativas do show.

Veja São Paulo — Como você conheceu o Paramore?

Elektra — Sempre gostamos da banda. No começo chegamos a fazer alguns covers deles, como “Crushcrushcrush” e “That’s What You Get”, e os citamos como influência o tempo todo. Quando eles vieram para cá pela primeira vez (em 2008), eu os conheci pessoalmente e entreguei uma camiseta do Fake Number. A Hayley usou e foi superlegal! Muitos fãs nossos começaram a ouvir Paramore por causa da gente, e vice-versa.

Veja São Paulo — Como surgiu o convite para abrirem o show?

Elektra — Mandamos o material para a Time For Fun. Não estávamos muito esperançosos, então fizemos a maior campanha, unimos 7 mil assinaturas em um abaixo-assinado, fizemos vídeos e na semana passada recebemos um e-mail falando que a produção do Paramore tinha escolhido a gente para abrir os shows do Rio e São Paulo. Foi demais!

Veja São Paulo — Qual a expectativa da Fake Number para as apresentações?

Estamos muito nervosos! A gente não sabe o que esperar, porque ao mesmo tempo que tem fãs que gostam de nós, há muita gente que não gosta por achar que é cópia. Não somos, eles são uma influência. Mas a gente vai subir lá e fazer nosso trabalho, mostrar como é a Fake Number pra que quem não gosta possa tirar as próprias conclusões.

Veja São Paulo — O que você espera do show do Paramore com a nova formação? Elektra — Confesso que estou ansiosa pra ver como vai ser, mas tenho certeza que não vai piorar em nada, eles não fariam isso. Aposto que os caras que substituíram devem ser muito bons também.

Veja São Paulo — Quais os próximos planos da Fake Number?

Elektra — Vamos gravar o clipe de “4 mil horas”, que ainda é do CD antigo, porque prometemos para os fãs. Estamos preparando músicas novas e vamos lançar algumas na internet. Acredito que até o fim do ano vamos lançar um novo CD.

Fonte: VEJA SÃO PAULO