Cultura

Lançamentos marcam inauguração da Biblioteca Brasiliana na USP

Duas exposições acompanham a inauguração do acervo composto por itens da coleção particular do empresário José Mindlin 

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Prédio da Biblioteca Brasiliana, na Cidade Universitária
Parte interna do novo edifício: construção de 6.500 metros quadrados na Cidade Universitária (Foto: Mario Rodrigues)

Neste sábado (23), São Paulo ganha mais um endereço recheado de livros. A festa de abertura da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin ocorre na Cidade Universitária e é aberta apenas para convidados. Na segunda (25), contudo, os paulistanos poderão conhecer o novo endereço.

+ Conheça a nova biblioteca da cidade, com mais de 50 mil livros só sobre o Brasil

Também no mesmo dia, duas exposições ligadas à biblioteca serão inauguradas no espaço da USP. Não Faço nada sem Alegria é uma mostra permanente que retrata a formação da Biblioteca, a história do casal Mindlin, a cultura e a conservação do livro, além do prazer da leitura.

Já a atração intitulada Destaques da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin reúne os cem títulos mais importantes da coleção do empresário e sua esposa. Todos os títulos são apresentados com comentários do próprio Mendlin, que morreu em 2010 sem ver seu projeto concretizado. Temporária, a exposição fica na USP até 28 de junho, exibindo edições protegidas em vitrines de vidro e metal. São obra originais de Hans Staden (1525-1579), Jean-Baptiste Debret (1768-1848), Gabriel Soares de Sousa (1540-1591) e o brasileiros João Guimarães Rosa (1908-1967). O escritor Graciliano Ramos (1892-1953) e seus textos também estarão por lá.

Ambas atrações funcionam de segunda a sexta, das 9h30 às 18h30. A entrada é gratuita.

Fonte: VEJA SÃO PAULO