Exposições

'The Insides Are on the Outside/O Interior Está no Exterior' na Casa de Vidro

Mostra reúne obras de 34 artistas e arquitetos, tanto nacionais quanto estrangeiros

Por: Livia Deodato - Atualizado em

Casa de Vidro
Parte externa da Casa de Vidro: antiga residência de Lina Bo Bardi (Foto: Divulgação)

Assim que se entra na sala da Casa de Vidro, a primeira percepção é de um forte cheiro de café. Na vitrola, um disco toca uma agradável música instrumental. Ouve-se, então, uma voz masculina, que ordena em italiano: “Lina, va fare un caffè!”. A impressão que se tem é de que a arquiteta Lina Bo Bardi, moradora daquele imóvel até a sua morte, em 1992, vai trazer uma bandeja para servir os visitantes.

Sarah Morris
Tela de Sarah Morris: obras e mobiliário (Foto: Divulgação)

Essa obra sensitiva de Cildo Meireles, Pietro Bo (2012/2013), sobressai na mostra The Insides Are on the Outside/ O Interior Está no Exterior, em cartaz onde hoje funciona o Instituto Bardi. O curador Hans Ulrich Obrist convidou 34 artistas e arquitetos nacionais (Waltercio Caldas, Paulo Mendes da Rocha e outros) e estrangeiros (como Olafur Eliasson e Sarah Morris) para produzir obras inéditas para o projeto. Ali, elas se misturam ao mobiliário original da residência, sem uma diferenciação entre casa e museu. Algumas peças estão em exibição no Sesc Pompeia.

Patrimônio da cidade: projetada pela própria Lina, a Casa de vidro foi erguida em 1950 e tombada 37 anos depois.

AVALIAÇÃO ✪✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO