Evento

Exposição no Ibirapuera debate a tolerância com outdoors

Mostra reúne 43 painéis gigantes na Praça da Paz a partir de domingo

Por: Isabela Barros - Atualizado em

A partir de domingo (27), os freqüentadores do Parque do Ibirapuera vão deparar com 43 outdoors espalhados pela Praça da Paz. Não, não se trata de mais uma invasão publicitária. As peças fazem parte da exposição Coexistence, criada pelo Museum on the Seam (Museu na Costura, numa tradução literal), em Jerusalém, Israel, e trazida a São Paulo pelo Centro da Cultura Judaica. Pela primeira vez na América Latina, a mostra, que atraiu mais de 20 milhões de visitantes em 24 cidades do mundo, vai até 26 de setembro. Entre as obras inspiradas no tema da coexistência – seja ela entre raças, grupos religiosos ou classes sociais – estão imagens que ficaram famosas, como a palavra coexist escrita com símbolos das religiões islâmica, judaica e cristã. Criado pelo polonês Piotr Mlodozeniec, o trabalho tem sido usado pelo vocalista Bono, do grupo U2, nos shows da turnê Vertigo. Quem não quiser ficar ao ar livre poderá conferir uma versão resumida com a reprodução de trinta painéis na galeria do Centro da Cultura Judaica, no Sumaré."Não será uma exposição para olhar e avaliar se os trabalhos são bonitos, mas para refletir sobre o que dizem as imagens", afirma Raul Meyer, vice-presidente do Centro da Cultura Judaica. "Levamos dois anos para negociar a vinda do evento. A fila de espera foi longa." Antes de chegar a São Paulo, a mostra esteve em Londres, Nova York, Paris, Roma, Berlim e Barcelona, entre outras metrópoles. "No Brasil não há guerras, mas a má distribuição de renda é uma fonte de intolerância e conflitos", diz Raphie Etgar, diretor do Museum on the Seam e curador do projeto. Todas as peças expostas são acompanhadas de frases sobre coexistência e paz escritas por líderes religiosos e políticos, como Martin Luther King e Nelson Mandela, ou escritores, como Albert Camus. Além dos outdoors, corais e grupos de dança ligados a diferentes comunidades farão exibições no Ibirapuera, aos sábados e domingos, a partir das 11 horas. A programação incluirá ainda debates no Teatro do Centro da Cultura Judaica. As discussões serão sempre às terças, às 20h30, com entrada grátis, em torno de temas como "Coexistência na família" e "Coexistência na arte". Tudo em nome da boa convivência.COEXISTENCE. - Parque do Ibirapuera ­ Praça da Paz. Segunda a domingo, 5h à 0h. • Centro da Cultura Judaica. Rua Oscar Freire, 2500, Sumaré, fone: 3065-4333, Metrô Sumaré. Segunda a sexta, 10h às 21h; sábados e feriados, 14h às 19h; domingos, 11h às 19h. Até 26 de setembro. A partir de domingo (27). Grátis. www.coexistencia.org.br.

Fonte: VEJA SÃO PAULO