Esportes

Adriano vai responder processo por associação ao tráfico

Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou atacante por ter comprado uma moto para um traficante carioca

Por: Veja São Paulo

Adriano jogador
"O Imperador", como ficou conhecido, cresceu na Vila Cruzeiro, favela na Zona Oeste do Rio (Foto: Divulgação)

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro apresentou nesta terça (4) uma denúncia contra o jogador Adriano por associação ao tráfico. A pena é de três a dez anos de prisão. A Justiça ainda vai analisar e decidir se aceita a acusação.

Em 2007, o Imperador teria comprado uma moto para um traficante da Vila Cruzeiro, favela carioca onde o jogador cresceu. No inquérito, consta que o veículo foi usado para traficar drogas com a conivência do atleta, que era amigo de pessoas ligadas ao Comando Vermelho, facção que dominava a Vila Cruzeiro à época. Fotos do craque com fuzil em punho ao lado de criminosos procurados pela polícia ficaram amplamente conhecidas. 

+ Justiça decreta prisão de Gil Rugai

Adriano está na França, onde deve fechar contrato com o Le Havre, time de segunda divisão. A fama de "bad boy" abalou a carreira do atacante, que já jogou pela Seleção Brasileira, além do Inter de Milão, o Roma, Flamengo e Corinthians.

Fonte: VEJA SÃO PAULO