Gente

“Fui envolvida sem saber”, diz ex-BBB testemunha em escândalo nos EUA

Senador americano Robert Menendez é acusado de facilitar a emissão de visto para a brasileira Juliana Leite a pedido do médico Salomon Melgen

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Juliana Leite
Juliana Leite trabalha como advogada e corretora em Miami (Foto: Reprodução TV)

Testemunha no escândalo de corrupção envolvendo o senador americano Robert Menendez, a brasileira Juliana Leite decidiu quebrar o silêncio. “O meu nome está livre. Eu fui envolvida em uma coisa sem nem saber”, disse para o Fantástico a ex-participante do Big Brother que atualmente trabalha como advogada e corretora de imóveis em Miami.

+ O casamento que reuniu Dilma, Lula, Alckmin e Serra

Entre as acusações do processo que apura fraudes, corrupção e tráfico de influência, Menendez é investigado por facilitar a emissão de vistos para Juliana e outras três mulheres: duas dominicanas e uma ucraniana. A iniciativa do senador aconteceu após pedido do médico Salomon Melgen, financiador de sua campanha política, com quem a brasileira teve um relacionamento amoroso. “A gente ficou junto entre três e quatro meses. Eu voltei para o Brasil para poder fazer a entrevista para o Big Brother.”

+ Jô Soares diz que perdoou taxista que atropelou e matou sua mãe

Juliana disse que a polícia a questionou sobre o relacionamento com Melgen e os contratos que ele está envolvido. “Eles estavam com algum receio de que eu tivesse, de alguma forma, escondendo o dinheiro dele. Eu fui a Hong Kong visitar um cliente.”

+ Confira as principais notícias da cidade

Ela ficou em terceiro lugar na edição de 2004 do programa Big Brother. Juliana também posou para algumas revistas masculinas e fez participações em programas de televisão. Após se formar em direito, ela se mudou para os Estados Unidos, onde estudou e atualmente trabalha como advogada e corretora.

Fonte: VEJA SÃO PAULO