Cidade

'Pensei em evitar qualquer violência', diz Suplicy sobre detenção

Ex-senador explicou que se deitou no asfalto diante da Tropa de Choque para impedir que manifestantes fossem agredidos durante reintegração de posse na Zona Oeste

Por: Veja São Paulo

suplicy
Suplicy foi carregado por policiais militares ao 75º DP (Foto: Reprodução/RedeTV!)

O ex-senador Eduardo Suplicy (PT) explicou que tentava evitar um ato de violência entre policiais militares e manifestantes quando foi detido na manhã desta segunda-feira (25) durante reintegração de posse em terreno na rua José Porfírio de Souza, no Jardim Raposo Tavares, na Zona Oeste. "Eu vi um grupo de PMs avançando com escudos e uma escavadeira sobre os moradores. Começou a ter um encontro, uns estavam empurrando os outros e fiquei com receio que houvesse uma cena de violência incontrolável", disse Suplicy ao ser solto, no 75º DP (Jardim Arpoador).

+Veja vídeo de Eduardo Suplicy sendo detido em reintegração de posse

Diante da situação de confronto iminente, o ex-senador se deitou no asfalto para impedir o avanço da Tropa de Choque e foi seguido pelos demais manifestantes. Policiais Militares o levaram carregado até um veículo oficial e o encaminharam até o 75º DP, onde ele prestou esclarecimentos e foi liberado.

Suplicy aderiu à manifestação após ter sido convocado pelos moradores. 

Em agosto do ano passado, moradores da ocupação Terra Pelada entraram na Justiça para anular a liminar que determinava a reintegração de posse, mas o pedido foi negado. Na decisão, a 9ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo entendeu que os moradores correm risco de sofrer deslizamentos porque se trata de um terreno de encosta, onde há casas de alvenaria sendo construídas de forma constante.

+Saiba o que acontece na cidade

Fonte: VEJA SÃO PAULO