Cinema

Confira seleção de filmes para divertir os pequenos

'Eu e Meu Guarda-Chuva', 'Karate Kid' e 'Meu Malvado Favorito' estão na lista

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

'Eu e Meu Guarda-Chuva' 2185a
Cebola, Frida e Eugênio: o trio vai encarar um fantasma no colégio (Foto: Divulgação)

Veja abaixo os filmes indicados para divertir toda a família:

  • A aventura nacional "Eu e Meu Guarda-Chuva", inspirada no livro de Branco Mello, Hugo Possolo e Ciro Pessoa, é uma vistosa produção da carioca Conspiração Filmes com locações em São Paulo — entre elas, o tradicional Colégio Sion e a estação ferroviária Júlio Prestes, na Luz. Sob uma surpreendente direção de arte, com figurinos elaborados e filmagens também em Praga, a capital da República Checa, o longa-metragem de estreia do diretor Toni Vanzolini pode até cativar os adultos, sobretudo pelo seu caprichado visual. A história, no entanto, agrada mesmo aos que têm 7 anos ou mais. Eles devem se deliciar com o ritmo agitado, as maluquices e as excentricidades do enredo e se identificar com a missão dos personagens mirins. Na trama, Eugênio (Lucas Cotrim), que perdeu o avô e dele herdou um guarda-chuva, embarca numa aventura ao lado dos amigos Frida (Rafaela Victor) e Cebola (Victor Froiman). Esse trio decide conhecer a nova escola na véspera do início das aulas. Lá, eles deparam com o fantasma do perverso Barão Von Staffen (Daniel Dantas). O prazer do vilão: torturar as criancinhas fazendo-as estudar sem tréguas. Quando Frida é feita prisioneira, seus colegas tentarão resgatá-la. Estreou em 08/10/2010.
    Saiba mais
  • Depois de "300" e "Watchmen" e antes de comandar o novo episódio da cinessérie “Superman”, o diretor Zack Snyder investiu seu talento visual numa animação. Trata-se da adaptação da série de livros infantis da escritora Kathryn Lasky, lançada no Brasil pela Editora Fundamento. Em primoroso trabalho, cuja riqueza de detalhes atinge seu auge na plumagem dos personagens, Snyder mostra uma história convencional e sem muitos apelos para adultos. Embora filhos dos mesmos pais, as corujas Soren e Kludd vão seguir caminhos distintos após ser afastadas do aconchego familiar. Escravizadas em um distante reino, elas têm ideais opostos. Enquanto Soren tenta fugir de lá com a ajuda de uma nova amiguinha, Kludd alia-se aos líderes tiranos. Resta aos tipos bonzinhos chegar a Ga’Hoole para pedir a proteção de lendários guardiões. Por vezes confusa e de ritmo titubeante, a fita vai mais ao encontro das crianças com mais de 7 anos. Atores como Jim Sturgess e Helen Mirren fazem as vozes na versão original. Estreou em 08/10/2010.
    Saiba mais
  • Resenha por Miguel Barbieri Jr.: Na animação, a Terra está em extinção e os poucos sobreviventes buscam novos planetas para ocupar. A solução é se mandar para o lugar onde vive a adolescente Maia. Lá, os terráqueos terão barreiras a enfrentar. Estreou em 24/09/2010.
    Saiba mais
  • Há dois equívocos logo de cara: o menino pratica kung fu (e não caratê) e Jaden Smith é muito novinho e miúdo para o papel de um lutador que soca e ganha sopapos de gente grande. Além disso, esta refilmagem da aventura homônima de 1984 traz deslizes grosseiros de roteiro e, muitas vezes, tem jeito de vídeo turístico da China (o país asiático entrou como produtor). Estão lá, fora de contexto, cenas na Grande Muralha e na Cidade Proibida. Filho do astro e produtor do filme Will Smith, Jaden interpreta Dre Parker, um garoto de 12 anos de Detroit que se muda com a mãe (papel de Taraji P. Henson) para Pequim. Lá, Dre sofre para fazer novos amigos, engata uma paquera e é hostilizado por uma gangue de adolescentes que pratica artes marciais raivosamente. Demora bastante para o pequeno protagonista virar o jogo. Ele dá início a um árduo treinamento sob as ordens do zelador do prédio onde mora (interpretado por um desperdiçado Jackie Chan) e enfrentará seus inimigos, agora no tatame. Estreou em 27/08/2010.
    Saiba mais
  • Ainda mais eficiente do que os filmes e animações em 3D exibidos na nobre (e cara) sala Imax do Shopping Bourbon é este curto documentário produzido especialmente para ser projetado nesse sistema. Tudo por causa de seu fascinante e muito realista mergulho nos mares da Austrália, Indonésia e Papua-Nova Guiné. Ao contrário de muitas outras fitas em 3D, esta faz os animais “saltarem” da tela. Por isso, não há criança que resista ao ver peixes esquisitos, lulas, camarões e águas-vivas vindo na sua direção — elas podem tanto se assustar como ficar maravilhadas. A proximidade da câmera com o temido tubarão-branco e o excêntrico dragão-marinho é igualmente de tirar o fôlego. Estreou em 29/01/2010.
    Saiba mais
  • Dois diretores de curtas de animação estreiam no longa-metragem no comando de uma simpática comédia endereçada a todas as plateias. É claro que, com um tempero mais anárquico e politicamente incorreto, as piadas atingem melhor o público adulto. A história, contudo, consegue ter seus atrativos, seja nos apelos sentimentais, seja em dinâmicos momentos de ação. Na trama, o temível vilão Gru planeja sua maior façanha: roubar a Lua. Mas, para atingir o objetivo, ele precisa de uma arma para encolhê-la, que está na posse de Vetor, seu maior inimigo. Gru encontra uma saída: adotar três garotinhas órfãs para infiltrá-las na mansão do outro. Há momentos ternos e outros tantos divertidos, como o passeio de Gru e suas filhinhas num parque de diversão. Os protagonistas adultos tiveram as vozes de Steve Carell ("Uma Noite Fora de Série") e Jason Segel ("Eu Te Amo, Cara"), aqui substituídas por Leandro Hassum e Marcius Melhem, a dupla do seriado da Rede Globo "Os Caras de Pau". Estreou em 06/08/2010.
    Saiba mais
  • Em time que ganhou não se mexe. Pensando dessa maneira, os produtores voltaram a escalar Emma Thompson para escrever e protagonizar a sequência da aventura infantil, de 2005. Mudaram o diretor e o elenco mirim, mas o conteúdo continua fofo e indicado a crianças de todas as idades — adultos, vale o aviso: vocês não vão se chatear. Tem graça, ritmo e muita fantasia a história da feiosa babá McPhee (Emma Thompson), que chega, como num passe de mágica, à casa da Sra. Green (Maggie Gyllenhaal). Essa fazendeira não consegue dar conta de cuidar dos três filhos pequenos e ainda se equilibrar numa corda bamba para não perder sua propriedade. O marido dela (numa rápida participação de Ewan McGregor) foi lutar na II Guerra e há anos não dá notícias. Para piorar, os dois entojados sobrinhos da Sra. Green vão morar com ela. Com seu jeito durão, a babá vai colocar a criançada rapidinho nos trilhos. Estreou em 17/09/2010.
    Saiba mais
  • Baseada nas clássicas tirinhas criadas por René Goscinny e Jean-Jacques Sempé em 1956, a comédia preserva toda a inocência do personagem sem parecer datada. O garoto Nicolau (Máxime Godart) sempre se mete em encrencas por não entender direito o mundo dos adultos. Quando desconfia de que vai ganhar um irmãozinho, se desespera com a ideia de ser abandonado pelos pais na floresta. Com os coleguinhas de escola — um encantador grupo de atores-mirins —, arma um plano para se livrar do futuro bebê. Paralelamente, seu pai (Kad Merad, de “A Riviera Não É Aqui”) anda fazendo de tudo para conquistar uma promoção. O roteiro consegue até encaixar uma homenagem a Asterix, outro personagem célebre de Goscinny. Estreou em 02/07/2010.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO