Estilo

Queridinho de famosos abre estúdio de tatuagem na Oscar Freire

Nos três andares do imóvel há também um lounge com café, vitrine recheada de joias produzidas por designers e uma galeria de arte

Por: Catarina Cicarelli

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Na posse da presidente Dilma Rousseff, um dos responsáveis pelo grande frisson da cerimônia estava bem distante de Brasília. Era o tatuador Paulo Sérgio Affonso, mais conhecido como Paulão Tattoo, que escreveu na nuca de Marcela Temer, mulher do vice-presidente, Michel Temer, o nome do maridão. O detalhe, antes restrito à intimidade do casal, ficou à mostra graças a uma trança lateral no cabelo da ex-miss.

A homenagem foi feita há sete anos, no estúdio de Paulão na Rua Iguatemi, no Itaim, o Tattoo Dreams. “Na época, eu não tinha nem cafezinho para oferecer”, lembra ele. Na última quarta, esse cenário mudou com a inauguração de sua nova loja, a Soul Tattoo Art e Café, no número 2.203 da Rua Oscar Freire, em Pinheiros.

Nos três andares do imóvel há, além das salas dedicadas à tatuagem e ao piercing, um lounge com café, vitrine recheada de joias produzidas por designers e uma galeria de arte. A decoração clean difere dos tradicionais estúdios, que costumam ser apertados, escuros e cheios de fotos e referências à tatuagem. A decoração ficou a cargo de Patrícia Martins, mulher de Paulão, que também é barista e ficará no comando do café.

Na profissão há 27 anos, ele cobra entre 400 e 600 reais por uma sessão de duas horas de espetadas. Sua equipe é formada por outros nove profissionais, sendo que sete deles são belas e estilosas mulheres. Entre as figuras conhecidas que Paulão atendeu está a atriz Deborah Secco. Ele é o responsável por duas tatuagens da moça, feitas em 2004: uma nas costas (“Livrai-me de todo o mal. Amém”) e outra no pé, uma declaração ao então namorado, Falcão, vocalista do grupo O Rappa. Atualmente casada com o jogador de futebol Roger Flores, ela está apagando a lembrança do ex.

Por sorte, no caso, tatuagem já não é mais para sempre. Mas que ninguém se anime a sair marcando o corpo para sumir com o desenho logo em seguida. O procedimento de remoção com laser é doloroso e demanda no mínimo dez sessões.

Para tentar evitar arrependimentos, os funcionários do salão fazem entrevistas com os clientes. Sugerem as tendências do momento, como arabescos e tribais (veja o quadro), e evitam cópias. Nem sempre com sucesso, frise-se. “As tattoos da Deborah, por exemplo, eu até perdi a conta de quantas vezes tive de reproduzir”, diz Paulão, que tem mais de oitenta desenhos na pele.

 

O que é bacana e cafona hoje

Fonte: VEJA SÃO PAULO