Cidade

Estudantes esperam até três horas na fila para fazer ou carregar Bilhete Único

SP Trans credita espera ao aumento da demanda pelo passe livre e a uma atualização de software

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Sp Trans Bilhete Único
Parte da fila na manhã desta quarta (4) na central de atendimento da SP Trans, na Rua 15 de Novembro (Foto: Veja São Paulo)

Quem tenta usar o benefício do passe livre estudantil ou mesmo o Bilhete Único do estudante (com meia tarifa) enfrenta dificuldades em São Paulo. O processo deveria ser 100% virtual, mas uma falha no site da SP Trans está impedindo tanto os novos cadastros quanto a recarga dos cartões já prontos. Com isso, os usuários precisam ir pessoalmente à central de atendimento da SP Trans, na Rua 15 de Novembro, no centro, e enfrentar filas de até três horas para serem atendidos.

+ Leia as últimas notícias

Alguns não conseguem provar que são estudantes matriculados, mesmo enviando a documentação necessária. "Tentei fazer o bilhete estudantil para meus dois filhos, que são gêmeos. Aceitaram de um e não do outro", conta o motorista Reinaldo Santos, de 46 anos, que foi para a fila enquanto os meninos de 13 anos estavam no colégio.

Outros não tiveram escolha: perderam aula e compromisso para resolver o problema, como a coreana Ji Noh, que estuda direito no Mackenzie. "Não aceitaram minha renovação de cadastro. O Mackenzie já enviou toda a documentação para a prefeitura, tentei resolver por lá mas não teve jeito. Mandaram vir pessoalmente". 

Já o problema do também estudante Rodrigo Mendes, de 20 anos, era na hora da recarga. "Aparece uma mensagem falando que meu crédito vai expirar hoje, mas ainda é dia 4. Tentei fazer uma nova recarga, mas não consigo". 

Demanda e atualização de sistema

Segundo a SP Trans, o início de mês já é, historicamente, o período mais movimentado nos postos de atendimento. Mas ressalta que "a demanda de usuários em busca de informações e regularização no cadastro do Bilhete Único aumentou, principalmente em virtude da confirmação de que o passe livre para estudantes na modalidade trilhos (metrô e CPTM) passa a valer neste mês de março". 

+ Cadastro do passe livre tem português do Mussum e intriga estudantes

O sistema também passa por uma atualização técnica. "Vale destacar que o sistema do Bilhete Único está passando por um momento de transição, já que seu parque tecnológico está sendo renovado, com os equipamentos e softwares sendo substituídos por versões mais modernas e melhor preparadas para o atendimento", informou a SP Trans. 

Até a segunda-feira (2), a prefeitura recebeu 450 774 solicitações de cadastro para o Bilhete Único Estudante - destas, 21% ainda não foram atendidas e os cartões estão em processo de confecção. Cerca de 105 000 alunos se mostram aptos a receber o benefício do passe livre por estudarem na rede pública ou ao comprovarem baixa renda se matriculados em universidades estaduais, como a USP. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO