Mistérios da Cidade

Pesquisadora lista cinco estilos arquitetônicos no Jardim América

Bairro concentra construções com características marcantes; confira as fotos

Por: Mauricio Xavier [Colaborou Vinícius Tamamoto]

ARQUITETURA JARDINS
Estilo neocolonial missões (Foto: Leo Martins)

Funcionária do departamento do Patrimônio Histórico da prefeitura, a pesquisadora Maria ester de Araújo Lopes passou dois anos investigando as características arquitetônicas predominantes nos casarões e residências do Jardim América. No levantamento, a especialista dividiu os endereços em cinco estilos (confira alguns exemplos nas fotos). O resultado do estudo foi detalhado em sua dissertação de mestrado, apresentada na Unicamp.

+ Obras de arte são atração no Cemitério da Consolação

Neocolonial missões. Frente adornada por torreões, janelas simétricas e paredes ásperas de aspecto rústico. Rua Maestro Chiaffarelli, 31.

ARQUITETURA JARDINS
Estilo neocolonial missões (Foto: Leo Martins)

Neocolonial luso-brasileiro. Beirais amplos, balcões, azulejos, frontões em arco cobertos com telhas. Rua Estados Unidos, 821.

ARQUITETURA JARDINS
Estilo neocolonial luso-brasileiro (Foto: Leo Martins)

Normando. Telhados inclinados e presença da técnica enxaimel, que utiliza madeiras encaixadas em diferentes direções. Rua Estados Unidos, 865.

ARQUITETURA JARDINS
Estilo normando (Foto: Leo Martins)

Protomoderno. Prenuncia o estilo moderno, com predomínio de linhas retas e poucos elementos decorativos. Praça Califórnia, 54.

ARQUITETURA JARDINS
Estilo protomoderno (Foto: Reprodução)

Moderno. O destaque é a sobriedade das fachadas geométricas e espaços livres, com decoração limitada a janelas e vãos. Rua Sampaio Vidal, 558.

ARQUITETURA JARDINS
Estilo moderno (Foto: Leo Martins)

Fonte: VEJA SÃO PAULO