segurança

Estado pagará 50 000 reais a quem der pistas sobre autores de chacina

Secretaria da Segurança apura se houve participação de policiais nos crimes ocorridos na última quinta 

Por: Veja São Paulo

Geraldo Alckmin
O governador Geraldo Alckmin e o secretário da Segurança, Alexandre de Moraes (Foto: Aloisio Mauricio /Fotoarena/Folhapress)

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta segunda-feira (17) que pagará recompensa de 50 000 reais para quem tiver informações que levem à prisão os responsáveis pela chacina ocorrida nas cidades de Osasco e Barueri na última quinta-feira (13).

+ "Nunca ouvi tanto tiro na minha vida", diz filho de vítima de chacina

As notificações devem ser repassadas por meio do site webdenúncia. O sistema gera um protocolo que permite o pagamento do valor caso a informação repassada tenha resultado na detenção dos criminosos. O governo do estado afirma garantir o anonimato do denunciante.

+ Estado vai investigar se policiais participaram de chacina

A Secretaria da Segurança Pública investiga a participação de policiais na chacina. Na última quinta, dezenove pessoas foram mortas durante ação do grupo em Osasco e Barueri, cidades na região metropolitana de São Paulo. A Corregedoria da Polícia Militar também participa das apurações.

+ Confira as últimas notícias da cidade

Na sexta, o secretário Alexandre de Moraes (Segurança) afirmou que os crimes podem ter relação com as mortes de um policial militar em Osasco, no dia 7, e de um guarda-civil, em Barueri, no dia 12. “Não descartamos nenhuma hipótese”, afirmou ele. 

Nas cenas dos assassinatos ocorridos na noite de quinta, foram encontrados projéteis de pistola 9 mm, o mesmo tipo usado pelas Forças Armadas, e de armas com os calibres 38 e 380, usadas pela Guarda Civil. A polícia também analisa a possibilidade da chacina ter relações com o tráfico.

Fonte: VEJA SÃO PAULO