Crianças

Quatro espetáculos baseados em livros estão em cartaz na cidade

Inspirados na literatura, Cuidado: Garoto Apaixonado!, Filhote de Cruz-Credo, O Príncipe da Dinamarca e Fortuna

Por: Tatiane Rosset

O Príncipe da Dinamarca
O Príncipe da Dinamarca é uma versão para Hamlet, de William Shakespeare (Foto: João Caldas)

Em cartaz em São Paulo, peças infantis são inspiradas na literatura. Conheça quatro delas:

 

  • Inspirado no livro homônimo de Toni Brandão e adaptado pelo próprio autor, o espetáculo dirigido por Flávia Garrafa aborda o primeiro amor. Dois amigos se apaixonam por Camila (Luiza Porto). Tuí (Murillo Basso) é um garoto tímido e inteligente, e Alê (Rafael Lozano) faz o estilo galanteador. O problema: Tuí deve um favor ao colega, que salvou sua vida. Ele então engole seus sentimentos e ajuda Alê a conquistar a menina. Embalada por uma trilha sonora pop, que vai de Charlie Brown Jr. a Coldplay, a bem-humorada peça acerta no alvo: os pré-adolescentes. Com Livia La Gatto, Luis Gustavo Luvizotto e Carla Zanini. Estreou em 8/6/2013. Até 17/8/2013.
    Saiba mais
  • Inspirado no livro publicado em 2006 por Fabrício Carpinejar, o espetáculo Filhote de Cruz-Credo aborda de maneira esperta uma questão presente na infância: como lidar com as diferenças? Na história, uma pequena cidade se abala com o nascimento de Fabrito, apelidado pela população de “o menino mais feio do mundo”. Ele é filho da Mulher Gigante, que ordena que todos os espelhos do local sejam jogados em um rio próximo à vila. O lugar fica proibido para as crianças. Mas adivinha onde o menino vai se aventurar? Justamente nas redondezas do tal rio. Na montagem, sobressai o bom trabalho dos atores Alessandro Hernandez, Andréa Manna, Denis Antunes e Tertulina Alves. Integrantes da Cia. O Grito, eles se revezam com equilíbrio entre os personagens. Estreou em 2/6/2013. De 3/8 a 25/8/2013.
    Saiba mais
  • Está tudo ali. O rei foi assassinado, Ofélia enlouquece e se suicida, o pai e o irmão dela são mortos e Hamlet consegue se vingar do tio. Mas não há motivo para pais ou acompanhantes adultos se preocuparem. O mérito da ótima O Príncipe da Dinamarca, é justamente não omitir nada de Hamlet, cujo texto original foi escrito por Shakespeare entre 1599 e 1601. Trata-se da terceira, e melhor, investida do autor, ator e diretor Angelo Brandini, dos Doutores da Alegria, no universo do dramaturgo inglês depois de Rei Lear (transformada em O Bobo do Rei) e Otelo (Othelito). No palco, a companhia Vagalum Tum Tum envolve a plateia de imediato. Hamlet recebe a visita do fantasma do pai, que lhe conta a verdade sobre sua morte e exige vingança. Cláudio, o tio do príncipe, matou o rei da Dinamarca para ocupar o trono. A fim de desmascará-lo, o protagonista finge estar louco e bola um plano. Mas Cláudio descobre tudo e tenta virar o jogo. Estreou em 1º/10/2011. Até 28/6/2015.
    Saiba mais
  • A cantora Fortuna volta ao palco para lançar o DVD de Tic Tic Tati, espetáculo inspirado em textos da escritora Tatiana Belinky. O acompanhamento musical é de Hélio Ziskind, criador da trilha sonora das célebres atrações de TV Castelo Rá-Tim-Bum e Cocoricó. Junto dos cantores-bailarinos Bruna Pazinato, Denise Yamaoka, Fernando Cursino, Pier Marchi, Igor Miranda e Marcos Lanza, Fortuna lidera uma divertida e bem coreografada apresentação. Com faixas que vão do rock agitado ao forró cheio de gingado, as rimas simples são facilmente assimiladas pela garotada. Os pais, por sua vez, se soltam ao ouvir novas versões para os clássicos O Vira, conhecido na voz do grupo Secos & Molhados, e Lindo Balão Azul, de Guilherme Arantes. Durante a montagem, a música é tocada ao vivo por Gabriel Levy, Roberto Angerosa, Mário Aphonso III e Jardel Caetano (em revezamento com Cesar Assolant). Estreou em 12/10/2012. Até 11/12/2016.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO