Páscoa

Especialista avaliam qual é o melhor ovo de páscoa

Dez marcas foram provadas em degustação às cegas por quatro especialistas. Ganhou uma das mais baratas da lista

- Atualizado em

Faltam três semanas para a Páscoa e o coelhinho já começou suas entregas. Nesta época, em São Paulo, os supermercados de grandes redes recebem, em média, 70.000 ovos de chocolate, de 150 tipos e dez marcas. Sem contar as casas especializadas, que oferecem produtos próprios. "Alguns deles só valem a compra se vierem com um brinquedinho dentro", diz o jornalista e escritor Marcelo Duarte, jurado da edição especial Comer & Beber – O Melhor da Cidade, de Veja São Paulo. Ele foi um dos quatro especialistas convidados para participar de uma degustação às cegas de ovos de chocolate ao leite na última segunda-feira, ao lado de Alessandra Blanco, jornalista e criadora do blog Comidinhas, Mauro Marcelo Alves, enófilo e chef de cozinha, e Ricardo Castanho, editor de restaurantes do Guia Quatro Rodas.

Os jurados experimentaram ovos de dez das marcas mais populares do mercado. No dia da prova, realizada no restaurante do terraço da Editora Abril, os chocolates foram servidos desembalados e aleatoriamente, para que o júri pudesse avaliar aparência, resistência, textura (itens com peso 1 na composição da nota) e sabor (com peso 2). A pontuação variava da seguinte forma: 1, péssimo; 2, ruim; 3, regular; 4, bom; 5, ótimo. No fim da degustação, os experts escolheram como vencedor um dos produtos menos caros da lista, o Di Siena (http://vejasaopaulo.abril.com.br/red/050308/degustacao-as-cegas-ovos-de-pascoa.html). A marca campeã foi criada em 1988 pela família Marconi, que produz o chocolate com cacau comprado em Vitória, no Espírito Santo. Em janeiro, a produção de ovos de Páscoa da marca já havia começado. Para este ano, a expectativa é vender 50 toneladas deles até o feriado, 20% a mais que no ano passado.

Fonte: VEJA SÃO PAULO