Crianças

Sete espaços para brincar e aprender

Casas coloridas, divertidas e aconchegantes como a da vovó que oferecem atividades extracurriculares

Por: Bruna Ribeiro - Atualizado em

Casa das Ideias 9
Fábio Petrella, 9 anos, monta seu próprio avião de madeira na Casa das Ideias (Foto: Divulgação)

Que tal passar uma tarde montando uma engenhoca de madeira em um local que parece a aconchegante casa da vovó? Essa é a proposta de sete espaços especializados em atividades extracurriculares para crianças. Não são escolas, mas estimulam a cultura por meio de brincadeiras e oficinas variadas: música, dança e artesanato. É possível aderir às aulas separadamente ou fechar pacotes por hora, que são usados de acordo com a necessidade das famílias. Confira abaixo o resultado de nossa visita aos endereços:

Casa do Brincar

Casa do Brincar
Proprietária Luciana Motta, 39 anos: campainha é um brinquedo de buzinas (Foto: Bruna Ribeiro)

A brincadeira já começa na entrada. No lugar da tradicional campainha - que acaba sendo esquecida pelos frequentadores - um conjunto de buzinas coloridas faz barulho suficiente para chamar a atenção dos funcionários. Na altura das crianças, a "aparelhagem" anuncia o início de muita diversão. Elegante e colorido, o espaço foi fundado há quatro anos por Luciane Motta, 39 anos, que buscava ocupação após o nascimento de sua segunda filha, Valentina.

De acordo com ela, o objetivo é receber crianças de 6 meses a 6 anos, no período em que não estão na escola ou antes de iniciarem os estudos. Os pais podem aderir a pacotes por horas - que variam de R$ 19,26 a R$ 55,00, dependendo da frequência - ou somente às oficinas. As atividades vão de música e dança a contação de histórias. Também há atividades como tinta no quintal, jardinagem e até um circuito que incentiva o desenvolvimento motor. Conheça programação completa aqui.

São 500 metros quadrados com um amplo quintal cheio de brinquedos, como cama elástica, parede de escalada e um tanque de areia colorida. Já nas salas da área interna, em dois andares, ocorrem as oficinas. No de cima, existe ainda um pequeno teatro com fantasias, adereços e cenários.

+ Conheça a primeira biblioteca infantil multilíngue da América Latina

Casa das Ideias

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Aconchegante e descolado, o sobrado nos fundos de um terreno na Vila Madalena é fruto de um sonho do proprietário Argeu Argondizo Filho, 52 anos. Em todo o entorno, um jardim deixa o ambiente ainda mais agradável. "Aqui, a gente não fala em arte. É simplesmente uma oficina. Nunca teorizamos e sempre mantemos o lúdico", conta.

A filosofia e o método moderninho de Argondizo é consequência de sua história. Filho de um piloto de avião, ele aprendeu cedo o encanto por máquinas em suas viagens para o interior de São Paulo. Estudou engenharia, publicidade e fez um curso de formação de educadores da pedagogia Waldorf, que é embasada, entre outras coisas,  na concepção de desenvolvimento do ser humano. "Comecei a encontrar uma maneira de trabalhar com crianças", explica. "Há quatro anos, eu me enchi de coragem e aluguei essa casona, na intenção de oferecer oficinas, sem saber se ia dar certo."

Hoje a Casa das Ideias tem sessenta alunos. Nas aulas, eles são incentivados a montar os mais variados objetos. As criações - espadas de madeira, carrinhos de controle remoto, etc. -  são depois guardadas em boxes etiquetados nas estantes que formam as paredes do ambiente. Cada atividade dura duas horas e ocorre de segunda a sexta. Um professor atende grupos de, no máximo, três crianças. Confira os horários.

Mamusca

Mamusca
Mamusca: tanque de areia no fundo da casa proporciona diversão às crianças (Foto: Divulgação)

Quem olha da calçada pensa que se trata de um restaurante - e também é, só que ideal para ir com crianças. Com mesas menores, o primeiro espaço oferece café da manhã, almoço e lanche com cardápio caseiro, que lembra as comidinhas da vovó. Há as opções para grandes, pequenos e pequeninos. Os mais velhos encontram pratos saudáveis, como a sopa creme do dia (R$ 15,00), omelete (R$ 19,00) e sanduíche de carpaccio e rúcula (R$ 18,00). Para os bebês, papinha de banana e maçã (R$ 8,00) fresquinha.

Seguindo pelo corredor, surge um paraíso da brincadeira com oficinas, cursos de culinária e contação de histórias. Uma casa de boneca também faz sucesso entre a garotada, além das fantasias e espaço para desenhos. No fundo, o quintal é coberto por areia - que permite atividades com água nos dias de sol. Também tem aulas de artes plásticas e yoga. Conheça outros cursos aqui.

+ Cidade das Crianças: um blog de pais para pais

Clubinho do Pequeno Cientista

Localizado em Pinheiros, o espaço é bem simples. Mas sua programação é recheada de atividades bacanas. A primeira sala é o ateliê e considerada o "coração do clubinho" pelo proprietário Tomer Kotler, 29 anos - que criou o espaço com a esposa Michelle Bork, 27 anos, após o nascimento da filha Maya, em 2010. "Aqui é um local para incentivar a criatividade e expressão das crianças", diz. Durante as férias, as oficinas funcionam das 8h às 12h e das 14h às 18h. É também possível aderir a aulas individuais. 

No quintal, além dos tradicionais pula-pula e tanque de areia, há uma mini-cidade, com mercadinho, casinha e cantinho da construção. Uma cortina vermelha transforma um cantinho em um teatro, onde a garotada monta peças e acompanha contação de histórias. Saiba quais são os horários e atividades aqui.

Start

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

A maioria das crianças que participa das atividades da casa estuda no Colégio Palmares, que fica quase em frente. No quintal, enquanto esperavam o ônibus que os levaria à escola, Bárbara Dokter, 8 anos, Paulo Cavallieri, 7 anos e Luca Traldi, 9 anos, comentavam o quanto era legal passar as manhãs no Start. "A gente tem aula de teatro, artes plásticas, customização e fotografia." 

A programação faz parte de um pacote, agendado sempre das 7h às 12h. Também é possível aderir às oficinas individuais durante alguns dias da semana ou até comprar uma diária. Nas férias, há pacotes especiais. Veja as opções aqui.

Do lado de dentro, há um ateliê de artes plásticas e uma ampla sala onde ocorrem as aulas de dança, teatro e expressão corporal. No segundo andar, ficam as salas de estudos, para as aulas de inglês. No fundo do terreno está instalada uma horta, com pimentão, erva-doce, entre outros. Logo ao lado, será inaugurada uma cozinha gourmet infantil. A novidade se concretiza até outubro.

Familiart

Pequena, amarela e alegre. O ambiente anima qualquer um a entrar na brincadeira. Do corredor de entrada, vê-se uma árvore, em que a garotada é incentivada a subir com a ajuda dos monitores. A proposta é trabalhar atividades extracurriculares, às segundas, quartas e sextas. Nos demais dias, o espaço fica fechado para eventos.  "Queremos que a criança entre em contato com diversas áreas de expressão, como teatro, artes plásticas e culinária", explica a proprietária Fernanda Soares, 33 anos. Os pequenos podem ainda ficar no Familiart por algumas horas, em recreação. Para as férias, há programação especial. Conheça aqui. 

Casa Plural

Em apenas um ambiente, as proprietárias Érika Brandão Coelho, 42 anos, e Renata Alves Lima, 45 anos, colocam e tiram mesas do centro, de acordo com as atividades. Um espaço com bolos caseiros e sucos deixa o ambiente familiar. Renata cuida da parte pedagógica da casa. Já a arquiteta e artista plástica Érika é responsável pelas oficinas, que contemplam cursos e recreação. Tem teatro, kung fu, culinária e música.

Os pacotes podem ser fechados por mês ou hora. "As vezes a mãe tem algum compromisso e quer deixar o filho apenas por um tempo. Nós bolamos atividades para aquele momento", explicam as sócias. Além da diversão, há também estudo. A dupla oferece atividades escolares, como acompanhamento de lição de casa, aulas particulares e orientação na realização de trabalhos de pesquisa. Saiba mais aqui.

Fonte: VEJA SÃO PAULO