Passeio

Espaço Bovespa é para quem quer entender as ações

Visitantes aprendem sobre o mercado de capitais, com direito a simulações de pregão da Bolsa de Valores

Por: Edison Veiga - Atualizado em

Ações, mercado financeiro, investimentos, bolsa de valores... Para quem não é do ramo, tudo isso parece árido. Mas passar duas horas percorrendo os 750 metros quadrados do Espaço Bovespa, no centro, pode ser um passeio curioso, instrutivo e até divertido. O roteiro, inaugurado há nove meses, divide-se em cinco etapas. No Cinema 3D o visitante assiste a um filme de vinte minutos, cheio de efeitos especiais, que explica o funcionamento do mercado de capitais. A parada seguinte é o auditório. Ali, um ex-operador da bolsa de valores dá uma palestra de 25 minutos sobre a atividade. Depois, todos são encaminhados a seis terminais que simulam negócios. Com a orientação de monitores, eles observam como as corretoras enviam ordens de compra e venda de ações no pregão eletrônico – e o que faz a cotação das empresas subir ou despencar. O programa continua com uma viagem ao passado, em uma espécie de museu multimídia da Bovespa. Para finalizar, quatro estandes com corretoras de verdade ficam à disposição para quem quiser mais informações ou mesmo realizar aplicações em investimentos reais.

A iniciativa da Bovespa busca aproximar o público do mundo financeiro. "Queríamos dar vida a um lugar que ficaria vazio com o fim dos pregões de voz", conta o diretor de marketing da bolsa, Luiz Abidal. Até setembro de 2005, quando as negociações passaram a ser 100% eletrônicas, era ali que ocorriam, numa balbúrdia estressante, a compra e a venda de ações. A reforma do local levou um ano. Hoje, treze ex-operadores do pregão de voz trabalham no Espaço Bovespa, como monitores e palestrantes. São eles que simulam as negociações. Já estiveram lá cerca de 100.000 pessoas. "É uma maneira de a Bovespa exercer seu papel social e educacional", afirma Abidal.

Espaço Bovespa. Rua Quinze de Novembro, 275, centro, tel: 3233-2826. Segunda a domingo, das 10h às 17h. www.bovespa.com.br. Grátis.

Fonte: VEJA SÃO PAULO