Educação

Enem terá detectores de metal e monitoramento de redes sociais

Nos últimos anos, vários candidatos foram eliminados por tirar fotos dos cartões de resposta e postar na internet

Por: Veja São Paulo

Enem movimentação
Movimentação de estudantes na Faculdade Uninove, Campus Barra Funda, antes das provas do Enem (Foto: Fernando Neves/Futura Press/Folhapress)

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que está sendo realizado neste sábado (8) e domingo (9) em todo o país, contará com mais de 17 000 detectores de metal para combater tentativas de fraude. Milhares de pessoas foram treinadas para usar o equipamento e abordar os candidatos a qualquer momento, e não apenas na entrada nos locais de prova.

“Os fiscais e outros colaboradores estão orientados a solicitar ajuda caso durante todo o período de realização do exame", explicou o ministro da Educação, Henrique Paim, em entrevista coletiva, em Brasília.

A preocupação do MEC é evitar as chamadas "selfies" e qualquer troca de informações entre os estudantes durante as provas. No ano passado, 47 candidatos foram eliminados do Enem por uso de equipamentoseletrônicos.

+ Transporte público terá reforço na capital para o Enem

Para reforçar ainda mais a segurança, o Ministério também irá monitorar as redes sociais. Nos últimos dois anos, vários candidatos foram eliminados por tirar fotos dos cartões de resposta e postar na internet. Para não ser eliminado, o aluno deve manter o telefone celular em envelope transparente embaixo da carteira.

Cerca de 8,7 milhões de candidatos estão inscritos no Enem deste ano. O gabarito oficial será divulgado até quarta (12) e a previsão é que a nota final de cada candidato saia até o início de janeiro.

Fonte: VEJA SÃO PAULO